Dólar Em alta
5,195
29 de maio de 2024
quarta-feira, 29 de maio de 2024

Vitória
26ºC

Dólar Em alta
5,195

Operação Carnaval tem recorde de recusas ao teste do bafômetro

O Batalhão de Polícia de Trânsito (BPtran) apresentou o balanço da Operação Carnaval 2024 na manhã desta quinta-feira (15), revelando números alarmantes e ações estratégicas para garantir a segurança viária durante o período de folia. Com um foco principal na embriaguez ao volante, a operação registrou um recorde histórico de 724 flagrantes de recusas aos testes de embriaguez (bafômetro).

A operação, que teve seu encerramento às 23h de quarta-feira (14), contou com um reforço no efetivo de fiscalização, com operações diárias em todos os turnos, inclusive nas madrugadas. Neste ano houve a colaboração conjunta entre o Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN), o BPTran e policiais do 13º Batalhão nos arredores de balneários e bares do município de São Mateus, resultando em 578 recusas apenas na cidade do Norte do Estado.

O esforço conjunto teve como objetivo reprimir abusos, especialmente relacionados à alcoolemia, um dos principais fatores de risco que resultam em sinistros com vítimas fatais nas vias públicas. Estatísticas apontam que cerca de 70% dos sinistros com resultado de morte envolvem pessoas alcoolizadas.

De acordo com o BPtran, foram abordados 3.128 motoristas, representando um aumento de quase 8% em relação ao ano anterior. O batalhão emitiu 1.524 autos de infração, um aumento de 6% em comparação com 2023.

Operação Carnaval tem recorde de recusas ao teste do bafômetro
Foto: divulgação/BPtran

No que diz respeito aos testes de bafômetro, as equipes realizaram 1.578 verificações, um aumento de 8% em relação ao ano passado. No entanto, a polícia registrou o aumento de recusas de testes do bafômetro, totalizando 724 este ano, sendo 578 apenas em São Mateus, contra 237 em 2023, representando um alarmante aumento de mais de 205%.

Vale ressaltar que, ao recusar o teste, o condutor está sujeito às mesmas consequências administrativas daqueles flagrados dirigindo sob efeito de álcool, sendo um forte indício do uso de bebidas alcoólicas. Além disso, o condutor que apresentar sinais de embriaguez, como odor etílico e desequilíbrio, mesmo sem se submeter ao teste, também enfrentará consequências criminais.

Em relação aos acidentes nas estradas, foram registradas quatro mortes durante o período de carnaval, uma a menos do que no ano anterior.

O tenente-coronel Leonardo Nunes Barreto, comandante da unidade, destacou a importância das ações desenvolvidas pelo BPTran e os resultados alcançados.

“O trabalho desenvolvido pelo BPTran reflete sua importância quando analisamos o número de vidas que podem ter sido salvas por nossos policiais. Em poucos dias, impedimos 724 motoristas de dirigirem sob efeito do álcool. São 724 possibilidades reais a menos de uma tragédia ocorrer por irresponsabilidade daqueles que ainda insistem em beber e dirigir, apesar dos alarmantes números da violência viária”, declarou.

Além dos flagrantes de recusa ao teste, foram registradas outras infrações relevantes, como 60 condutores inabilitados, 61 condutores falando ao celular e 97 flagrantes pelo não uso do cinto de segurança.

Você por dentro

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Escolha onde deseja receber nossas notícias em primeira mão e fique por dentro de tudo que está acontecendo!

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Lidas

Notícias Relacionadas