Dólar Em baixa
5,600
22 de julho de 2024
segunda-feira, 22 de julho de 2024
Vitória
21ºC
Dólar Em baixa
5,600

Pirataria gera prejuízo de R$ 10 bilhões por ano no Brasil

O dia 3 de dezembro no Brasil é marcado, desde o ano de 2005, pelo Dia Nacional de Combate à Pirataria. Segundo dados da Receita Federal, o mercado de produtos piratas causa uma evasão fiscal de cerca de R$ 10 bilhões por ano no Brasil, recursos que poderiam estar sendo utilizados em educação e saúde, por exemplo. E de acordo com
estudos da Confederação Nacional da Indústria (CNI), 1,5 milhão de empregos deixam de ser gerados anualmente no Brasil por causa da pirataria.

A pirataria vem crescendo em todo o país, inclusive no estado do Espírito Santo, como aponta o titular da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Cibernéticos, Brenno Andrade:”Nos últimos tempos eu tenho recebido mais casos, eu ainda não sei se é porque o crime está aumentando ou porque as pessoas estão denunciando mais”.

O delegado também aponta para o prejuízo para os pequenos empreendedores e autores:”Os casos que eu pego aqui não são de grandes empresas que estão sendo pirateadas. A maioria das vezes são pessoas pequenas, que vendem cursos, por exemplo, e isso atrapalha, quando você compra uma obra sem autorização dela ou compartilha com outras pessoas”.

Entre os itens mais pirateados no Brasil, estão: roupas, calçados, eletrônicos, acessórios,
perfumes, brinquedos, CDs e DVDs, cigarros, bebidas, medicamentos, livros, peças automobilísticas, instrumentos cirúrgicos, entre outros. Quando esse tipo de mercadoria pirata é apreendido, a destinação pode ser efetuada por diferentes modalidades: incorporação a órgãos públicos, doação a entidades beneficentes, leilão e destruição.

No geral, a indústria brasileira deixa de arrecadar, cerca de 30 bilhões de reais ao ano, de acordo com o Fórum Nacional contra a Pirataria. Para as empresas o prejuízo é notório, fazendo com que o mercado também saia prejudicado, deixando de expandir e impedindo a abertura de novos postos de trabalho.

Brasil é destaque na pirataria em meio digital

Mesmo que a pirataria seja considerada um crime no país, ela é uma atividade amplamente normalizada no Brasil. Nas ruas de todo Espírito Santo, principalmente em grandes centros comerciais, é comum observarmos vendedores ambulantes ou camelôs, que vendem, principalmente, produtos de marcas falsificadas.

Na internet, o Brasil está entre os primeiros colocados na lista de países que mais acessam sites de pirataria. Milhares de pessoas têm o hábito de baixar gratuitamente músicas, filmes e séries em sites e aplicativos de conteúdos pirateados.

“A gente tem a questão da romantização da pirataria, até em âmbito nacional, inclusive de violação de direito autoral. Às vezes as pessoas se juntam para comprar uma obra e compartilhar para pagar menos, compram obras de terceiros na internet por valor menor, mas a gente faz questão de dizer que a pessoa que está adquirindo esse material
pode estar cometendo um crime”, afirma o titular da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Cibernéticos, Brenno Andrade.
11

Você por dentro

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Escolha onde deseja receber nossas notícias em primeira mão e fique por dentro de tudo que está acontecendo!

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Lidas

Notícias Relacionadas