Dólar Em alta
5,355
13 de junho de 2024
quinta-feira, 13 de junho de 2024
Vitória
24ºC
Dólar Em alta
5,355

Romeiro caminha em gratidão por intercessão pelo filho

Devalcy Ramos e Alecsandra são os pais de Vinícius, hoje com 24 anos. Cheio de saúde, ele cursa medicina, uma inspiração divina que aconteceu graças aos cuidados que recebeu dos médicos e de Nossa Senhora da Penha.

Quem conta essa benção é o pai e romeiro, Devalcy. “Desde quando nasceu, Vinícius era anêmico, tomava medicação, cuidávamos da alimentação dele e, mesmo assim, não melhorava. Com quase quatro anos, foram feitos vários exames para saber se era anemia falciforme. Graças a Deus e com a intercessão da nossa mãezinha do céu, o resultado apontava traços falciforme”.

O casal seguiu cuidando do filho, sempre atentos com alimentação reforçada para manter a quantidade de ferro no organismo no nível adequado. O pai lembra que o acompanhamento era feito a cada seis meses.

“Estava tudo indo bem e os exames feitos a cada seis meses confirmavam isso. Até que um dia, quando ele estava com 16 anos, começou a passar mal. Vinícius começou a apresentar feridas na boca, fraqueza, enjoo, dores de cabeça, qualquer esforço ele passava mal e começou a emagrecer muito. Os exames de sangue estavam alterados e o médico o encaminhou para um especialista. Na primeira consulta o oncologista já marcou com urgência uma biópsia da medula óssea, com suspeita de leucemia”.

O casal recorda que foram dias muito difíceis. “Nessas horas, mesmo com fé, a gente fica preocupado. Foram 30 dias de muita oração, choro e medo, enquanto aguardávamos o resultado do exame. No dia 11 de setembro de 2015 saiu o resultado e, mais uma vez, Deus agiu com misericórdia por meio da intercessão de Nossa Senhora da Penha. Não era leucemia e sim uma alteração na medula na qual ele tem que acompanhar anualmente.  Depois de um ano de tratamento, ele pôde voltar a rotina ao normal”.

A Romaria dos Homens já fazia parte da vida religiosa do avô, pai de Devalcy. Depois dessa graça alcançada, Devalcy só vai para agradecer. “Todos os anos eu vou somente para agradecer a ela por cuidar do meu filho”.

Para Vinícius, esse período de idas e vindas da sala de oncologia serviu para despertar uma vocação. “De tanto ver as crianças em tratamento oncológico, nosso filho sentiu o desejo de cursar medicina e já está no oitavo período. Agradecemos muito a Deus por isso”.

Você por dentro

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Escolha onde deseja receber nossas notícias em primeira mão e fique por dentro de tudo que está acontecendo!

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Lidas

Notícias Relacionadas