Dólar Em alta
5,355
13 de junho de 2024
quinta-feira, 13 de junho de 2024
Uchôa de Mendonça
Uchôa de Mendonça
A partir de hoje, aqueles que desejarem perder seu tempo e conhecer melhor as idéias de Uchôa de Mendonça, irá encontrá-lo por aqui, direto e franco, sempre pela direita e pela frente. Uchôa de Mendonça começou a trabalhar em jornal aos 5 anos de idade, em São Mateus, vendendo o Jornal O Norte, de propriedade do seu pai e, aos sete anos, já trabalhava como impressor e, com dez anos, já escrevia tópicos para a página policial.

Como acabar com O assistencialismo?

O Brasil padece de uma doença muito séria de sua população, a dependência do Estado, como o Bolsa Família, vale gás, aposentadoria sem trabalhar ou por invalidez por perder um dedo da mão esquerda, e outras aberrações, como 72 milhões, numa população de 220 milhões como analfabetos funcionais, mas que votam e elegem seguidamente seus semelhantes de analfabetismo, ladrões, assassinos e outros criminosos de maior e menor relevância.

               Imagina, aqueles que assistem uma  nação ser comandada por esse bando de delinquentes sociais, analfabetos funcionais, como criar mecanismos para combater essa deterioração moral em que vivemos, como domar essa imensa categoria de exploradores?

               Apontam, como método, o utilizado na Dinamarca, onde  qualquer pessoa que venha a receber favor assistencial, está inabilitada para exercer o direito do voto, para eleger representante ao Parlamento. Lá, o regime é monárquico e conta com apenas uma casa legislativa, unicameral (o Parlamento), composto de 179 membros e quatro partidos: Liberal, Social Democrata, do Povo Dinamarquês e o Popular Conservador, principal gripo politico dinamarquês, que, no poder, tem tentado abolir uma série de obrigações sociais, como a de pagar um percentual à família que, momentaneamente, esteja sem emprego, Realmente, era assim. A pessoa, responsável pela família ficava em casa e não queria arranjar emprego. A legislação obriga que o responsável pela família preste serviços sociais, vigiados, até conseguir trabalho.

               É fácil controlar uma população em torno de 6 milhões num território de 43.098 km2, com um dos maiores índices de Desenvolvimento Humano, o 13, na escala mundial.

               Para chegarmos ao nível da Dinamarca seria necessário estabelecermos um programa de 100 anos, obrigando o brasileiro a estudar e dar-lhe alimentação com os necessários elementos nutricionais para armazenar conhecimentos. Em média, de 15 em 15 anos a população mundial é substituída em um quarto, se levarmos em consideração por morte natural. Ocorre que atrás dos que estão morrendo, percentual um pouco superior (o chamado crescimento vegetativo) está nascendo com as mesmas deficiências genéticas ou hereditárias às desse pessoal que que colocamos nos cargos públicos, nos poderes legislativos, judiciário, continuam com defeitos, até piores, pelos “ensinamentos” que receberam dos seus ancestrais.

 É sempre a velha história.  Virar a ampulheta ao contrário, sempre que a parte de cima esvaziar, porque, com essa gente, o Brasil não tem jeito. A Dinamarca está mito longe de nos servir como modelo. Falta um líder de verdade.

Uchôa de Mendonça
Uchôa de Mendonça
A partir de hoje, aqueles que desejarem perder seu tempo e conhecer melhor as idéias de Uchôa de Mendonça, irá encontrá-lo por aqui, direto e franco, sempre pela direita e pela frente. Uchôa de Mendonça começou a trabalhar em jornal aos 5 anos de idade, em São Mateus, vendendo o Jornal O Norte, de propriedade do seu pai e, aos sete anos, já trabalhava como impressor e, com dez anos, já escrevia tópicos para a página policial.

Você por dentro

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Escolha onde deseja receber nossas notícias em primeira mão e fique por dentro de tudo que está acontecendo!

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Lidas

Notícias Relacionadas