Dólar Em baixa
5,123
22 de maio de 2024
quarta-feira, 22 de maio de 2024

Vitória
22ºC

Dólar Em baixa
5,123

Hoje não se fala mais de mulher “balzaquiana”

A vida moderna esticou. Ou seja, atualmente vive-se, em média, quase 12 anos mais. E a expectativa de vida da população tem aumentado segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em 2020, esse valor passou de 72,8 para 73,1 anos para homens e de 79,9 para 80,1 anos para mulheres. Em 2019 aumentou em 3 meses a expectativa de vida dos brasileiros em relação a 2018, atingindo 76,6 anos.

Para se ter uma idéia, em 1980, de cada mil pessoas que chegavam aos 60 anos 344 atingiam os 80 anos de idade. Em 1940, uma pessoa ao completar 50 anos , por exemplo, tinha uma esperança de viver mais 19,1 anos, e portanto a expectativa de vida dos brasileiros aumentou 31,1. Já em 2019, a esperança de vida para uma pessoa nessa faixa etária seria de 30,8 anos.

Esse crescimento da expectativa de vida representa uma importante conquista social e resulta da melhoria das condições de vida, com ampliação do acesso a serviços médicos preventivos e curativos, avanço da tecnologia médica, ampliação da cobertura de saneamento básico, aumento da escolaridade e da renda, entre outros determinantes. Isso também reflete nos dados relativos a mortalidade infantil (menores de 1 anos)  caiu de 12,4 por mil em 2018 para 11,9 por mil em 2019 (fonte IBGE).

A longevidade feminina é, em média, sete anos acima da dos homens.Hoje não se fala mais de “balzaquiana” e muitos desconhecem o seu significado. É que a  expressão “balzaquiana” passou a fazer referência à mulher de 30 anos após a publicação do romance “A Mulher de 30 anos”, do escritor francês Honoré de Balzac (1799-1850). Balzac foi o primeiro a retratar um romance onde a protagonista feminina era uma mulher de 30 anos, idade considerada muito avançada à época. Até então, a mulher de 30 anos era considerada idosa na ficção e na vida real e  o casamento e o amor eram privilégio das bem mais jovens. Balzac foi um visionário ao valorizar a mulher  de 30 anos retratando-a como bela e sedutora e expressando a sua vitalidade. Desde então, a expressão balzaquiana foi perdendo o sentido a partir do momento em que as mulheres de 30 anos rejuvenesceram e se livraram do apelido literário. Hoje, as mulheres de trinta anos são consideradas jovens, como também as de 40 anos e as 50 e 60 ganharam jovialidade. E isso reflete na vida social e afetiva e também no mercado de trabalho.

Há cerca de 50 anos , a população brasileira era formada, em sua maioria, por jovens. Porém, o Brasil deu um salto no envelhecimento de sua população. É o que indicam os primeiros dados do Censo Demográfico 2022, divulgado no último 28 de junho pelo IBGE. O País tem 203 milhões de habitantes e a população cresce menos que o esperado. O IBGE aponta avanço de 0,52 ao ano na quantidade de pessoas de 2010 para 2022, menor número já registrado. Isso traz desafios para a economia, já que a parcela da população em idade de trabalhar tende a diminuir enquanto a de aposentados aumenta. A solução é elevar a produtividade e a capacidade de produzir mais com menos população ativa. Nos últimos nove anos o contingente de idosos residentes no Brasil aumentou 39,8%, atingindo 31,23 número de pessoas.

Portanto, hoje, cada vez mais as pessoas estão investindo em si próprias, em procedimentos que resultam  em uma melhoria da autoestima, do senso de valorização pessoal. E também por sermos um país tropical isso estimula uma maior preocupação com o corpo. Existe uma busca da jovialidade muito grande, há uma necessidade da pessoa de buscar a juventude para se manter no mercado de trabalho, para se obter maior aceitação social.

O Brasil reflete tudo isso, pois é o segundo país do mundo onde se faz cirurgia plástica em número de procedimentos cirúrgicos estéticos, abaixo apenas dos Estados Unidos. É também o segundo mundo em número de publicações científico-cirúrgicas. E com esse número cada vez mais crescente de pacientes, de todas as classes sociais, correu uma expansão progressiva da cirurgia plástica brasileira principalmente após a pandemia da Covid-19.

E esse fenômeno não é só do Brasil, é no mundo inteiro. Dados recentes da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS) revelam que, em 2016, quase 13% das pessoas que realizaram cirurgias plástica nos Estados Unidos tinham mais de 65 anos. Entre os procedimentos mais procurados estão a ritidoplastia, que visa corrigir as rugas e a flacidez facial, a aplicação de toxina botulínica, que serve para atenuar temporariamente as linhas de expressão e a blefaroplastia.

Portanto a procura pela cirurgia plástica na terceira idade é comum, pois muitos idosos querem retardar o processo natural de envelhecimento e aumentar a autoestima. Porém precisam ficar atentos porque a idade avançada é um fator de risco cirúrgico, principalmente quando acompanhada por doenças como diabetes e hipertensão. A boa notícia é que hoje os riscos são menores do que há alguns anos, por causa da evolução das medidas antienvelhecimento.

Atualmente muitas  pessoas se olham no espelho e não vêem por fora a jovialidade e o vigor que sentem por dentro e se deparam com um descompasso entre a sua aparência, a idade cronológica  e seu estado de espírito jovial e é esse o momento de se fazer uma cirurgia. Mesmo com a ajuda de uma alimentação balanceada e da prática regular de exercício físico, os sinais naturais do envelhecimento são inevitáveis com o avanço do tempo.

A cirurgia plástica não promete a juventude eterna, mas se tornou uma alternativa para muitos desses senhores e senhoras que buscam  equilibrar as partes física e mental.

Alberto Lott Caldeira
Pprofessor, mestre e doutor em cirurgia plástica, é Chefe e Coordenador do Instituto Avançado de Cirurgia Plástica  – IACAP, com sede na cidade do Rio de Janeiro. É membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, da Sociedade Americana de Cirurgia Plástica, da American Society of Aesthetic Plastic Surge
r; da Federação Ibero-Latino Americana de Cirurgia Plástica

Você por dentro

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Escolha onde deseja receber nossas notícias em primeira mão e fique por dentro de tudo que está acontecendo!

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Lidas

Notícias Relacionadas