hpm-217026A transferência do pronto-socorro do Hospital Infantil de Vitória para o Hospital da Polícia Militar (HPM), marcada para acontecer a partir do dia 15 de julho, pode não acontecer. O anúncio foi feito pelo secretário de Saúde do estado, Ricardo de Oliveira, no dia 31 de maio, mas a SESA informou que a data não foi confirmada. Mesmo assim, tem expectativa que a transferência aconteça ainda esse mês.

O espaço de 888,32 m² foi anunciado com 111 leitos, sendo 22 para os atendimentos de pronto-socorro e emergência, oito de tratamento intensivo pediátrico, seis de cuidado semi-intensivo pediátrico e 75 de enfermaria. Também estão inclusos seis consultórios (dois de ortopedia e quatro de pediatria geral) e quatro salas de observação.

A estrutura também foi anunciada para dispor de duas salas cirúrgicas; uma de pequenas cirurgias e uma de medicação; uma de curativos; uma de punção; uma de estabilização; uma de gesso; uma de recepção; duas salas para acolhimento e classificação de risco, além de banheiros masculinos e femininos (adaptados para cadeirante).

À época também foi anunciada a transferência do setor de oncologia pediátrico para o HPM. O secretário informou um prazo de 120 dias após a mudança do pronto-socorro. A infraestrutura do HPM ampliaria o número de leitos pediátricos de 171 para 294.

“Nós vamos abrir o Pronto Socorro no começo de julho e também já vamos iniciar a obra para trazer a oncologia para o andar de baixo do HPM, já separamos um espaço para esse setor também. Nosso calendário aqui é que uma vez estabelecido a primeira parte que é o pronto socorro, a segunda parte da ocupação desse prédio, que é a oncologia pediátrica, no máximo em 120 dias a gente consiga fazer isso”, afirmou o secretário.

O Hospital Infantil, em Santa Lúcia, onde hoje funciona o pronto-socorro, passará por obras de reforma e ampliação que aumentarão a oferta de atendimentos de alta complexidade, impactando e tornando o ambiente de trabalho mais funcional e acolhedor.

“Com a vinda do Hospital Infantil para o HPM e do setor de oncologia, você consegue abrir espaço lá em cima, para que os outros programas, lá importantes também, possam crescer em termo de apoio de crescimento de leito. Por isso que nós vamos iniciar uma obra lá também”, disse o secretário.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *