Haryel VicenteA polícia informou nesta segunda-feira que um dos responsáveis pelo ataque no bairro Primeiro de Maio durante um baile funk clandestino, conhecido como “Baile do QG”, em Vila Velha, foi detido e os outros três comparsas já foram identificados. O tiroteio resultou na morte de Jamerson Silva Souza, de 25 anos, e Ramon Carlos Freitas Santana, 26 anos, ambos acusados de ter envolvimento com o trafico de drogas do bairro Andorinhas, em Vitória.

De acordo com as investigações, Haryel Costa Vicente foi até o local que acontecia a festa junto com outros três comparsas em um carro, modelo Honda Fit, todos armados – inclusive com metralhadoras -, e abriu fogo contra a dupla. A policia chegou até ele porque o suspeito também foi baleado durante a execução e deu entrada no hospital.

A policia foi acionada e constatou que já havia um mandado de prisão em aberto contra ele. Ao ser encaminhado, à delegacia os policiais concluíram que Haryel estava envolvido no ataque ao baile do QG, o que gerou também um ato de prisão em flagrante. A Polícia Civil ainda não concluiu se o ferimento do suspeito foi causado por traficantes rivais ou se os tiros dos próprios comparsas o atingiram.

A Policia Militar informou que na madrugada de domingo realizou mais de 30 operações integradas na grande Vitória para a repressão desse tipo de evento até às 5h; inclusive chegou a passar pelo bairro Primeiro de Maio duas vezes, onde foi recebida com hostilidade, mas conseguiu dispersar o público da festa. O baile funk teria recomeçado pouco tempo antes do ataque.

Os mandados de prisão dos outros três comparsas que estavam no momento do crime e também já foram identificados ainda estão sendo expedidos. O Carro usado no momento da ação não possui restrição de furto/roubo, e já foi apreendido pela Policia Civil.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *