A Divisão de Repressão aos Crimes Contra o Patrimônio, por meio da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DEFA) realizou nesta sexta-feira (18), uma operação para desarticular uma associação criminosa que frauda carros de luxo, por meio de golpes de locadoras, e adultera veículos de furtos e roubo.

A operação é uma continuação das investigações que começaram com a prisão da professora Aline de Paula Nunes ocorrida no dia 20 de Abril. Na ocasião, Aline foi presa com um Jeep Renegade que era fruto dos golpes que já eram aplicados.

Em Vila Velha foram presos Fabio Ferreira de 46 anos e Paulo Henrique de Alvarenga Rodrigues de 35 anos. Já na Serra, foi preso Marcos dos Santos de 46 anos, um Policial Militar reformado que é esposo da Professora Aline. Além disso, ainda está foragido Robson Teixeira Alves Gusmão de 36 anos.

A polícia acredita que o esquema iniciava pelo aluguel dos veículos em locadoras de fora do Espírito Santo, estes eram feitos por pessoas ainda não identificadas, que vendiam por um custo bem abaixo do mercado, para Fábio e Paulo. Eles repassavam os veículos para Marcos, Aline e o sócio Robson, que por sua vez vendiam os veículos para terceiros de boa fé.

Foram apreendidos diversos documentos e dois veículos, um Sentra e uma Pickup. Novas pessoas ainda podem ser presas já que as investigações continuam.

Os acusados agora serão indiciados por estelionato, associação criminosa, inserção de dados falsos, no sistema do Detran, falsificação de documento público e particular e falsidade ideológica

Parceiros

Apesar de todos os acusados já terem passagem pela polícia, os presos Paulo Henrique e Fábio já tem uma parceria. Eles também são investigados em outros crimes envolvendo veículos. “ Além do golpe da locadora, eles trabalham com carros adulterados, que são aqueles roubados, furtados, que tenham colocado uma placa clonada e também carros pokemons” , relata a delegada Rhayanna Bremenkamp, titular da DEFA.

A delegada ainda alerta que há cerca de duas semanas, a polícia teve conhecimento sobre um novo golpe que eles vêm aplicando. Este consiste na escolha aleatória de qualquer carro na rua e verificação de possíveis Alienações Fiduciárias, caso esteja livre eles falsificam os documentos e alienam o carro de qualquer pessoa. A pessoa só descobre quando chegam cobranças do banco, ou tenta vender o veículo e descobre o golpe.

Traditore

A operação foi nomeada Pela polícia como Traditore (traidor), influenciados pelo conhecimento de um caso envolvendo Fábio ao crime. Ele se apresenta sempre como uma pessoa religiosa e se utiliza disso para angariar novas vitimas. Uma delas foi um senhor de idade da igreja que frequenta que comprou um dos veículos vendidos por ele e em uma viagem, acabou sendo preso na Bahia.

Outro caso relacionado ao nome é o conhecimento de que Paulo Henrique vendeu um carro a um amigo e quando este tentou transferir o veículo, verificou que era adulterado e acabou devolvendo para Paulo.

Que fim levouAline de Paula

Aline de Paula, envolvida também no caso, pagou fiança e está respondendo o processo em liberdade. Durante o tempo que esteve presa, a professora da prefeitura de Vitória recebeu o apoio de diversos amigos e alunos em suas redes sociais e já retornou ao trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *