Foto:  reprodução
Foto: reprodução

O pagamento do décimo terceiro salário deve injetar cerca de R$ 3,2 bilhões na economia do Espírito Santo. O valor previsto corresponde a 2,3% do Produto Interno Bruto do Estado, de acordo com as informações divulgadas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) nesta quarta-feira (08). O valor será dividido entre 1,5 milhões de beneficiários em todo o ES.

Em todo o país, serão pagos R$ 200,5 bilhões, um crescimento de 4,7% na comparação ao ano passado. Cerca de 83,3 milhões de brasileiros devem receber o décimo terceiro salário, benefício que é pago aos trabalhadores com carteira assinada, beneficiários da Previdência Social e aposentados e pensionistas da União, dos estados e dos municípios. Em média, cada trabalhador receberá cerca de R$ 2,25 mil.

Do total a ser pago, R$ 132,7 bilhões (66,2%) são destinados a trabalhadores formais. O restante, cerca de R$ 67,7 bilhões (33,8%), será pago a aposentados e pensionistas.

Praticamente a metade do montante (49,4% do total) será destinada a trabalhadores nos estados da Região Sudeste, seguido pela Região Sul (16,2%), Nordeste (15,9%), Centro-Oeste (9%) e Norte (4,7%). Os beneficiários do regime próprio da União vão receber 4,9% da quantia.

O maior benefício médio deverá ser pago no Distrito Federal, onde os trabalhadores ou aposentados receberão cerca R$ 4,2 mil. O menor valor deverá ser pago no Maranhão e no Piauí, onde a média é de cerca de R$ 1,5 mil, um pouco maior que a média capixaba, que é de R$ 1.986,77. Os valores médios desconsideram os aposentados por regime próprio dos estados e dos municípios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *