Em passagem pela Escócia neste sábado, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, comentou a acusação de 12 agentes de inteligência russos pela investigação comandada pelo conselheiro especial Robert Mueller. “As histórias que você ouviu sobre os 12 russos ontem ocorreram durante o governo Obama, não a administração Trump. Por que eles não fizeram algo sobre isso, especialmente quando foi relatado que o presidente Obama foi informado pelo FBI em setembro, antes das eleições?”, questionou o mandatário em sua conta oficial no Twitter.

Os russos são acusados hackear o Comitê Nacional Democrata (DNC, na sigla em inglês) e a campanha da candidata democrata à presidência em 2016, Hillary Clinton. “Onde fica o servidor do DNC e por que o FBI não tomou posse dele? Estado Profundo?”, voltou a especular Trump.

Ainda no Twitter, o presidente dos EUA celebrou o desempenho do índice Dow Jones ontem. “O mercado de ações atingiu 25.000 ontem. Os empregos estão em um recorde de todos os tempos – e isso é antes de consertar alguns dos piores acordos e condições comerciais já vistos por qualquer governo. Tudo está acontecendo”, escreveu.

Apesar da agenda intensa de reuniões, Trump afirmou no Twitter que pretende jogar golf em um hotel que leva seu nome na Escócia. “Cheguei na Escócia e estarei no Trump Turnberry (resort de luxo) para dois dias de reuniões, chamadas e, com sorte, um pouco de golfe – minha principal forma de exercício! O tempo está lindo e esse lugar é incrível! Amanhã vou a Helsinque para uma reunião na segunda-feira com Vladimir Putin”, comentou. (Caio Rinaldi – caio.rinaldi@estadao.com)

Estadao Conteudo
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *