Foto: Reprodução / Facebook
Foto: Reprodução / Facebook

Em nota, divulgada na noite da última segunda-feira (15), familiares da médica Jaqueline Colodetti, agradeceram a todos que contribuíram com o caso.

“Agradecemos a todos que nos ajudaram nas buscas, compartilharam informações, acionaram amigos e se uniram nesta grande corrente de orações. Nos sentimos acolhidos e amparados neste momento de extrema dor. Nossa querida irmã, tia, mãe, médica e amiga fará muita falta nas nossas vidas e nós continuamos a pedir que rezem pela nossa família”, destacou a sobrinha, Elizabetta Colodetti.

O enterro será realizado nesta terça-feira (17), às 11h, no Cemitério São Pedro, no bairro Cruzeiro do Sul, em Cariacica.

O caso

A cardiologista capixaba Jaqueline da Penha Colodetti, 50, desapareceu no dia 3 de abril. Ela teria sio avistada pela última vez, próximo ao Rio Jucu, em Viana.

A médica, que tinha uma clínica em Campo Grande, Cariacica, também realizava atendimentos em Domingos Martins e Santa Leopoldina, na região Serrana do Estado. Ela retornava de uma consulta em Campinho, quando teria desaparecido.

Buscas chegaram a ser realizadas na Bahia e em Sergipe, após um caminhoneiro ter afirmado que teria dado carona a uma mulher, com as mesmas características de Jaqueline. A família criou uma página em busca de notícias que os levasse a encontrar Jaqueline. “Procura-se: Jaqueline Colodetti” recebeu mais de sete mil curtidas até a manhã desta segunda-feira (16).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *