Pouco mais de uma hora após a CBF informar ter envidado ofício à Conmebol cobrando providências sobre a atuação da arbitragem na partida entre Boca Juniors e Cruzeiro, realizada na noite de quarta-feira, a entidade sul-americana respondeu afirmando que compartilha a preocupação a respeito da atuação dos árbitros no jogo, válido pelas quartas de final da Libertadores, e que “já tomou medidas a esse respeito”, sem, no entanto, informar quais.

O ofício é assinado pelo presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez. “Compartilhamos a sua preocupação sobre a atuação da equipe de árbitros na partida mencionada anteriormente. Da mesma forma, afirmamos que a administração já tomou medidas a esse respeito e, uma vez que tenhamos os elementos necessários, que forem feitos os relatórios técnicos, e que tenhamos uma conclusão a respeito, a mesma lhe será comunicada imediatamente”, diz trecho do documento, endereçado ao diretor executivo de gestão da CBF, Rogério Caboclo.

Assim como o ofício enviado por Caboclo mais cedo, o texto da Conmebol também defende a utilização do VAR. “Consideramos que a implementação do VAR é uma ferramenta fundamental para o desenvolvimento da arbitragem na América do Sul e, ao mesmo tempo, um instrumento que visa garantir a transparência e integridade de nossas competições”, diz a nota.

Por fim, Alejandro Domínguez elogia a CBF, informando saber que “a boa gestão da Confederação Brasileira de Futebol e seu futebol em particular, gozam de grande prestígio em todo o mundo”.

Marcio Dolzan
Estadao Conteudo
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *