Dólar Em baixa
5,600
22 de julho de 2024
segunda-feira, 22 de julho de 2024
Vitória
20ºC
Dólar Em baixa
5,600

Mais de 47% dos pacientes que procuram procedimentos estéticos têm predisposição a transtornos mentais

A busca da perfeição estética se tornou uma febre nos últimos anos. Em grande parte, ela é ampliada nas redes sociais por celebridades e influenciadores, que desfilam diariamente imagens de antes e depois de inúmeras correções de supostas imperfeições. Um dado alarmante, no entanto, é que entre os pacientes que procuram uma consulta para um procedimento estético, até 47,7% se enquadram nos critérios para um transtorno mental.

Segundo pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), nos últimos dez anos houve um aumento de mais de 140% no número de cirurgias realizadas por jovens entre 13 e 18 anos. A rinoplastia é a cirurgia mais procurada pelos jovens, porém o implante de silicone e lipoaspiração, também são bastante demandados.

O motivo deste aumento, segundo especialistas, se deve principalmente pelas redes sociais e o aumento da insatisfação com a própria imagem. “O mercado de cirurgia plástica vem aquecendo ano após ano. A exposição do corpo nas redes sociais, sem dúvidas é um
dos estímulos para outras pacientes procurarem um cirurgião plástico para melhorarem
a estética e melhorarem a harmonia corporal”, comenta Luiz Fernando Gomes Filho.

De acordo com um artigo sobre transtornos em pacientes que buscam a cirurgia plástica, publicado na Revista Brasileira de Cirurgia Plástica, a imagem corporal é um dos construtores da autoestima, a qual é influenciada por uma variedade de fatores históricos, temporais, culturais, sociais, individuais, biológicos, religiosos e que operam em periodicidade variável.

O artigo aponta que a insatisfação com esta imagem corporal é o fator mais relevante e o principal motivador na procura para procedimentos de cirurgia plástica estética. É difícil quantificar o exato benefício que a cirurgia plástica pode ter sobre a psiquê do paciente.

ATENDIMENTO PSICOLÓGICO

A psicóloga Ana Pamplona alerta a quem estiver procurando o médico para se submeter
a um procedimento cirúrgico estético a procurar um psicólogo especializado durante seus exames pré-operatórios para que sua escolha seja motivo de auto realização.

“Para garantir os resultados esperados e permitir que a cirurgia proporcione a autoestima e qualidade de vida esperada é primordial que o paciente possa ser assistido por uma equipe interdisciplinar. O psicólogo na equipe fornece a escuta analítica sobre as preocupações do paciente em relação à aparência, seu suporte psicossocial, memórias e lembranças relacionadas a hospitalização, idealização da autoimagem, história pregressa de transtornos psiquiátricos, além de muitos outros aspectos que o preparam para ser um candidato ideal para a cirurgia plástica”, diz Pamplona.

Além disso, a psicóloga alerta para o fato de que esse padrão já se incorporou ao subconsciente das pessoas, tanto que, segundo as pesquisas, cerca de 98% das
mulheres se sentem incomodadas com seus próprios corpos, algumas a ponto de não se sentirem bonitas. “Essa obsessão desfigura a tênue linha entre o cuidado saudável com o corpo e o sutil movimento de instalação de
doenças”, conclui a especialista.

MERCADO NO ESTADO

Além de ser o primeiro em número de cirurgias realizadas, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica mostra que o Brasil também possui um dos maiores números de cirurgiões plásticos do mundo. Em 2021 o número chegava a 6.011 profissionais da área. O único país com mais cirurgiões, é os Estados Unidos, com 6.900. A China segue em terceira posição com 3.000 cirurgiões.

O presidente da SBCP regional do Espírito Santo, Luiz Fernando Gomes Filho, conta que esse mercado tem se aquecido no Estado. “Aqui no Espírito Santo, principalmente após a pandemia, o mercado de cirurgia plástica está bem aquecido, sobretudo nos meses de
junho, julho, onde as pessoas procuram esse tipo de cirurgia para preparar o corpo para o verão”.

Para ele, outro fator que eleva o setor é o crescimento econômico e facilidade de pagamentos atuais. “Associado a uma melhora da condição econômica do país, a cirurgia
plástica se tornou popular e bastante acessível às pessoas. Hoje, também, os cirurgiões apresentam diversas formas e meios de realizarem os pagamentos, o que torna, de
fato, a cirurgia bem mais popular”.

A escolha do profissional que irá realizar a cirurgia plástica é um dos passos mais importantes, e com o aumento no número de profissionais, essa tarefa pode se tornar mais complicada do que parece. Dr. Luiz Fernando deixa uma dica para quem está nesta fase:
“Para uma redução da incidência de complicações e um maior índice de sucesso do seu resultado, o paciente deve procurar um cirurgião plástico certificado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, que é o órgão que fiscaliza os cirurgiões, que promove treinamento, congressos, discussões científicas e que aumenta o nível 00dos profissionais que são associados. Isso aumenta bastante a segurança e as chances de se obter um
ótimo resultado”.

Você por dentro

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Escolha onde deseja receber nossas notícias em primeira mão e fique por dentro de tudo que está acontecendo!

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Lidas

Notícias Relacionadas