Dólar Em alta
5,355
13 de junho de 2024
quinta-feira, 13 de junho de 2024
Jessé Marques
Jessé Marques
Jessé Marques, bacharel em Ciências Econômicas com especializações nas áreas de Negociação, Planejamento e Gestão Estratégica. Atuou por mais de 27 anos nos setores de Transporte Rodoviário de Passageiros e Papel e Celulose, além de ocupar cargos no setor governamental e Terceiro Setor.

Comentaristas do clima

Neste ano teremos eleições municipais para prefeitos e vereadores nas 5568 cidades do Brasil. Muitos deles ao término de seus segundos mandatos e outros, se colocarão sob avaliação popular por meio do voto do eleitor para mais um mandato. Quantos desses administradores públicos priorizaram investimentos governamentais para o enfrentamento das consequências das mudanças climáticas em suas cidades?

Estima-se que, no Brasil, prejuízos superiores a 114 bilhões de reais foram causados pelos efeitos das mudanças climáticas nos últimos três anos, decorrentes de fenômenos extremos por falta ou excesso de chuvas, acompanhados da elevação sistemática da temperatura em todos os cantos do País.

Estes efeitos tem provocado impactos negativos significativos nas zonas urbanas e rurais das cidades brasileiras. Segundo levantamentos do Ministério das Cidades, em cerca de 34% das cidades brasileiras existem populações ocupando áreas improprias e/ou inadequadas a habitação. Principalmente em encostas de morros ou próximas a cursos d’águas.

Todo o inicio de ano ocorrem fenômenos extremos, inexoravelmente, dependendo dos humores do El Niño (aquecimento anormal das águas do Oceano Pacifico Equatorial) ou La Niña (resfriamento anormal das águas do Oceano Pacifico Equatorial), em cidades brasileiras, neste ano, em Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre, por enquanto, até aqui, causando mortes e destruição. Do mesmo modo, inexoravelmente, os prefeitos das cidades impactadas por estes fenômenos, culpam a imprevisibilidade do clima como justificativa da sua omissão e culpabilidade.

Na realidade, os efeitos das mudanças climáticas, decorrentes da elevação da temperatura da Terra, e seus impactos sobre as atividades humanas, ainda não foram compreendidas por muitos outros atores sociais. É comum o comentário entre pessoas esclarecidas e com bom nível social e econômico que o planeta sempre atravessou longos períodos cíclicos de elevadas e baixas temperaturas. Colocando-se frontalmente contrários às previsões de cientistas e estudiosos de todo o mundo que apontam o fim da espécie humana nas próximas décadas, caso não sejam modificados os modelos atuais de produção e consumo.

Apesar das cidades do Espírito Santo não estarem enfrentando, ainda, situações semelhantes às enfrentadas em anos anteriores, ou atualmente enfrentadas por cariocas e gaúchos, 21 cidades das regiões norte e noroeste já enfrentaram em 2024, e estamos apenas na primeira quinzena do primeiro mês do ano, precipitações superiores a 100 mm em um único dia, após longo período de estiagem, provocando prejuízo generalizado nas atividades econômicas locais.

Independente de previsões meteorológicas dos institutos encarregados por essas medições, torna-se necessário e urgente que os prefeitos, governadores e a sociedade civil se unam no combate às causas de elevação da temperatura do planeta e seus reflexos nas mudanças climáticas nas cidades com ocorrência de fenômenos extremos como chuvas prolongadas intercaladas por longos períodos de estiagens. Não basta apenas ser comentarista do clima, é necessário assumir a responsabilidade e o compromisso com a preservação da vida. Independente de uma aparente boa avaliação politica por parte da população.

Jessé Marques
Jessé Marques
Jessé Marques, bacharel em Ciências Econômicas com especializações nas áreas de Negociação, Planejamento e Gestão Estratégica. Atuou por mais de 27 anos nos setores de Transporte Rodoviário de Passageiros e Papel e Celulose, além de ocupar cargos no setor governamental e Terceiro Setor.

Você por dentro

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Escolha onde deseja receber nossas notícias em primeira mão e fique por dentro de tudo que está acontecendo!

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Lidas

Notícias Relacionadas