Foto: Agência Brasil
Foto: Agência Brasil

O Carnaval é uma época de muita alegria, mas as pessoas não podem descuidar da saúde. Para muitos foliões, a fantasia e a maquiagem são itens indispensáveis. Por isso, para curtir sem problemas, a Vigilância Sanitária de Vitória (Visa) faz um alerta: é necessário observar se os materiais são próprios para o contato com a pele.

Produtos para cabelos, tintas, esmaltes e cosméticos em geral devem ter registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Alguns deles podem dar alergia, principalmente, em crianças. Protetores solares e repelentes também são muito utilizados e precisam ter registro na Anvisa.

“As crianças são, particularmente, sensíveis e, ocasionalmente, desenvolvem dermatites após contato com esses produtos. Produtos hipoalergênicos destinados para pele sensível encontram-se disponíveis no mercado”, disse a chefe da Área Técnica de Alimentos da Visa, Renata Santos Brega.

Orientação

Para aqueles foliões que não dispensam a bebida alcoólica e, às vezes, ficam de ressaca, Renata faz uma observação: “Vale lembrar que qualquer medicamento só deve ser utilizado com orientação médica”, concluiu.

Alimentos

Na hora de consumir os alimentos, o folião deve estar atento às condições de higiene do local. Deve buscar os produtos mais frescos e leves, de preferência, preparados no momento do consumo. Em especial, devem ser observadas as condições de armazenamento e exposição, principalmente, no caso dos ambulantes.

Segundo Renata Santos Brega, com o aumento da temperatura, o corpo necessita de uma maior quantidade de água e as pessoas precisam dar preferência ao consumo de alimentos leves e saudáveis.

“Devido ao alto valor nutricional e à fácil digestão, os pescados também são uma boa alternativa, mas é preciso observar que o pescado é um produto perecível e, para ser adequadamente conservado, deve ser mantido em temperatura controlada”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *