Dólar Em baixa
5,123
22 de maio de 2024
quarta-feira, 22 de maio de 2024

Vitória
23ºC

Dólar Em baixa
5,123

Dia Mundial da Voz: hábitos saudáveis evitam doenças

Celebrado no dia 16 de abril, o Dia Mundial da Voz, instituído no Brasil desde 2003, é, segundo especialistas, importante para conscientizar a população sobre os cuidados que devemos ter com a voz.

De acordo com a Débora Pontes, fonoaudióloga e vocal coach, é de extrema importância ter conhecimento sobre saúde vocal a fim de evitar situações desagradáveis que podem impactar diretamente a comunicação humana e, principalmente, comprometer os 70% dos profissionais que dependem diretamente da voz no exercício de atividade de trabalho, a exemplo de professores, advogados e palestrantes.

“O abuso vocal pode desenvolver disfonias comportamentais e, consequentemente, evoluir para lesões nas pregas vocais, como por exemplo: nódulos, pólipos, granulomas, edemas, entre outros. Estes problemas podem afetar a qualidade vocal e prejudicar a qualidade de vida”, afirmou a especialista.

Segundo a fonoaudióloga, dentre os principais hábitos prejudiciais à nossa voz e que devem ser evitados, incluem-se falar ou cantar por um longo período de tempo sem realizar aquecimento vocal ou sem ter conhecimento de técnicas saudáveis, falta de hidratação, gritar ou sussurrar, insônia, ingestão de alguns alimentos que podem interferir indiretamente na voz.

As principais medidas para evitar problemas de voz são:

  • Beber bastante água, preferencialmente em temperatura ambiente;
  • Evitar gritar ou falar alto por tempo prolongado;
  • Evitar tossir ou pigarrear;
  • Evitar bebidas alcoólicas e tabagismo;
  • Evitar alimentos achocolatados ou derivados do leite, principalmente antes do uso prolongado da voz;
  • Procurar ingerir maçã após as refeições ou antes do uso prolongado da voz, pois essa fruta tem propriedades adstringentes que agem limpando a boca e faringe;
  • Fazer repouso vocal durante os intervalos no trabalho e após uso intensivo da voz;
  • Procurar manter o padrão de respiração nasal, este é o mais adequado para não trazer impactos na qualidade vocal.
Dia Mundial da Voz: hábitos saudáveis evitam doenças
Imagem: reprodução

Câncer de laringe

O cirurgião de cabeça e pescoço, Marco Homero de Sá Santos, aponta que a rouquidão, apesar de comum, pode ser um sinal de alerta para doenças. “Se o sintoma permanecer por duas semanas ou mais, a situação deve despertar preocupação, pois pode indicar a presença de doenças, como o Câncer de laringe”, afirmou o cirurgião.

O Brasil é o segundo país do mundo com mais casos da patologia. Os dois principais fatores causadores do câncer de laringe são o hábito de ingerir bebida alcoólica e fumar. Os dois hábitos associados triplicam a chance de desenvolver a doença.

Dentre os principais sintomas no câncer de garganta estão:

  • Dor de garganta;
  • Dificuldade para engolir;
  • Engasgos frequentes;
  • Presença de lesões esbranquiçadas ou avermelhadas persistentes nessa região (no interior da boca e nas amígdalas) por mais de três semanas;
  • Alterações na voz, como rouquidão ou dificuldade para pronunciar as palavras claramente;
    Dificuldade para engolir líquidos e/ou alimentos;
  • Dor de ouvido;
  • Dificuldade para respirar.

Diagnóstico e tratamento

Quando a rouquidão ultrapassa 15 dias de duração, é primordial procurar um otorrinolaringologista, que é o especialista mais indicado para diagnosticar o problema. O médico vai fazer uma avaliação do histórico clínico e realizar exames como a laringoscopia, que permite observar a laringe e faringe com o auxílio de um aparelho, testes laboratoriais e fazer uma investigação radiológica e biópsia.

Os possíveis procedimentos são:

  • Cirurgia: normalmente é a abordagem inicial, mas depende da localização e do estágio em que o câncer se encontra, além das condições de saúde do paciente, para poder ser realizada;
  • Radioterapia: indicada para cânceres de garganta pequenos ou que ainda não se espalharam para os linfonodos. Pode ser associada à quimioterapia ou à cirurgia. Em estágios avançados da doença, auxilia a reduzir os sintomas e deixar o paciente mais confortável;
  • Quimioterapia: geralmente é feita junto com a radioterapia, com o objetivo de matar as células cancerosas.

Você por dentro

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Escolha onde deseja receber nossas notícias em primeira mão e fique por dentro de tudo que está acontecendo!

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Lidas

Notícias Relacionadas