Dólar Em alta
5,355
13 de junho de 2024
quinta-feira, 13 de junho de 2024
Vitória
24ºC
Dólar Em alta
5,355

Shopping em Vila Velha é o primeiro do ES a ter sinalização para pessoas com daltonismo

A partir desta quarta-feira (22) os espaços do Boulevard Shopping Vila Velha, em Itaparica, como banheiros e corredores, vão ganhar sinalização especial para pessoas com daltonismo. Será o primeiro mall no Espírito Santo a investir nessa ferramenta como forma de inclusão da população portadora desta condição.

A iniciativa é da NIAD, empresa administradora do Boulevard em parceria com a ONG portuguesa ColorADD, visando oportunizar a toda a sociedade a conhecer, entender e acolher os daltônicos.

Assim como o shopping capixaba, outros malls, em vários Estados, também vão ganhar a comunicação inclusiva. Além disso, estão previstas diversas atividades que serão realizadas ao longo dos próximos dois anos, inclusive a realização do Teste de Cores de Ishihara, utilizado para a detecção do daltonismo.

A sinalização será um “alfabeto das cores” aprovado pela comunidade científica internacional. Único, inovador e transformador, ele tem como objetivo garantir a plena integração do público daltônico sempre que a cor for determinante na identificação, orientação ou escolha. Segundo o designer português Miguel Neiva, criador do código, o Brasil é um parceiro estratégico para a ampliação do conhecimento desta ferramenta.

O sistema de identificação de cores para daltónicos, que já é utilizado no transporte público, shoppings, em hospitais e instituições voltadas para educação e entretenimento, além de outras empresas em mais de 90 países, utiliza símbolos gráficos para identificar as três cores primárias (azul, vermelho e amarelo). Quando os símbolos são combinados, criam uma ampla paleta de cores que possibilita uma linguagem universal e inclusiva simples e eficiente, que pode ser facilmente implementada em qualquer parte do mundo, independentemente do idioma.

Sobre o daltonismo

Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) apontam que o daltonismo atinge 350 milhões de pessoas em todo o mundo, sendo 8 milhões só no Brasil.

Trata-se de um distúrbio da visão em que a pessoa tem dificuldade ou incapacidade de distinguir algumas cores, principalmente o verde e o vermelho. Na maioria dos casos, é observado em homens (98%), mas pode ocorrer em mulheres. Ocorre por genética hereditária, devido a uma alteração no cromossomo X, mas pode surgir também como consequência de outras doenças.

Os atores Keanu Reeves e Paul Newman o Príncipe William (da Inglaterra) são alguns daltônicos famosos. A atriz brasileira Ana Furtado já divulgou que é daltônica, condição rara entre as mulheres.

Principais tipos

Deuteranopia: semelhante à protanopia, mas sem o efeito de escurecimento. Encontra-se em cerca de 10% da população masculina.

Protanopia: causado pela ausência de fotorreceptores da retina vermelha e resulta em dificuldades em distinguir entre azul e verde e entre vermelho e verde. Está presente em 10% dos homens.

Tritanopia: é uma perturbação muito rara da visão cromática em que apenas os pigmentos vermelhos e verdes do cone estão presentes, com uma ausência total de receptores azuis da retina. Os azuis aparecem esverdeados, os amarelos e as laranjas aparecem rosados, e as cores púrpura aparecem vermelho profundo.

Acromatopsia: também conhecida como “cegueira total da cor”, é a falta de capacidade de distinguir as cores (e assim a pessoa vê tudo como se estivesse numa televisão a preto e branco); causada por defeito do cone ou ausência.

Você por dentro

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Escolha onde deseja receber nossas notícias em primeira mão e fique por dentro de tudo que está acontecendo!

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Lidas

Notícias Relacionadas