Dólar Em baixa
5,600
22 de julho de 2024
segunda-feira, 22 de julho de 2024
Vitória
21ºC
Dólar Em baixa
5,600

Resiliência e foco na preparação de atletas de alto rendimento

A psicologia tem ganhados destaque na área esportiva. Tendo em vista que os atletas, principalmente os de alto rendimento, passam por situações muito estressantes no dia a dia, que requerem controle psicológico, saúde mental, foco e resiliência tornaram-se importantes no trabalho com esportistas, para além da preparação física.

Leia também: Após desistências de Simone Biles, especialistas alertam para excesso de autocobrança

Atletas e clubes de vários esportes têm investido no trabalho psicológico em no dia a dia. Porém, para que o trabalho tenha sucesso, é preciso entender o contexto e em qual esporte o atleta está inserido. 

Segundo o psicólogo André Zonta, clubes e atletas têm percebido a importância da inserção de psicólogos nas equipes, tendo em vista que o rendimento dos atletas com acompanhamento psicológico se sobrepôs a aqueles que não tinham. 

“O ser humano é um ser integrado e isso significa que não adianta tratar os atletas somente na parte física. A saúde mental é de extrema importante para compor o cenário e essa integração já é bastante comum em países europeus, por exemplo, em que os psicólogos fazem parte da comissão técnica. Além disso, observou-se que esses atletas que possuem suporte do trabalho do psicólogo tiveram aumento nos rendimentos. Basta comparar equipes de atletas que tiveram psicólogos em seus times com outras que não tiveram. Em geral, a sociedade está tomando cada vez mais consciência de se falar e cuidar da saúde mental”, explica o profissional.

O psicólogo explica a importância de trabalhar o foco e a concentração, tendo em vista que essas duas ferramentas são de extrema importância para a carreira do atleta. “O suporte envolve ajudar os atletas a aprenderem o trabalho com o foco e a concentração, afinal, existem objetivos a serem alcançados e o foco é importante para reduzir distrações e manter a atenção no presente e no que precisa ser feito (alimentação regrada, atividade física, treinos)”. 

Um exemplo é o futebol, esporte mais famoso do mundo, que mexe com a paixão de milhares de pessoas. Para conseguir suportar todas as situações que o esporte proporciona. Seja nas derrotas ou nas vitórias, o atleta precisa de um força mental impressionante. Segundo Zonta, para conseguir lidar com essas situações comuns durante a carreira, é preciso saber manejar as emoções e aprender a resiliência. 

“Para lidar com isso, é preciso saber manejar as emoções. Isso significa aprender a lidar com as emoções através da regulação emocional, para manter a calma e evitar decisões precipitadas ou impulsivas. Também posso destacar a importância da resiliência para lidar com os altos e baixos que o esporte apresenta, derrotas, vitórias e superação de obstáculos na vida, ou seja, lidar com a pressão e o estresse que surgem durante as competições e, claro, sempre planejando objetivos que o atleta busca alcançar no desenvolvimento”, diz André Zonta.

Por fim, Zonta destaca que cada atleta pode estar em um estágio dessas etapas. É preciso entender qual é, para definir como será o trabalho. “O que pode existir é que cada atleta poderá se encontrar em uma fase da sua jornada e o psicólogo poderá estabelecer com o atleta o direcionamento frente ao momento profissional e pessoal, de acordo com o estabelecimento de metas a serem alcançadas. De modo geral, todas essas etapas são importantes para serem tratadas com os atletas, o que poderá mudar é a ordem de trabalho”, completa o profissional. 

Você por dentro

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Escolha onde deseja receber nossas notícias em primeira mão e fique por dentro de tudo que está acontecendo!

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Lidas

Notícias Relacionadas