Durou poucas horas a festa de Fernando Alonso no Mundial de Endurance. Depois de se sagrar vitorioso nas Seis Horas de Silverstone, ao lado do suíço Sebastien Buemi e do japonês Kazuki Nakajima, pela equipe Toyota TS050-hybrid, o espanhol e o seu time tiveram o resultado cassado.

O carro do time de Alonso foi desclassificado ao lado de outra Toyota, guiada pelo inglês Mike Conway, pelo japonês Kamui Kobyashi e pelo argentino José María López. De acordo com a Federação Internacional de Automobilismo (FIA), houve a mesma infração em ambos os carros, nos blocos de derrapagem, no assoalho.

Com a desclassificação de ambos os carros da Toyota, a vitória caiu no colo do terceiro colocado da prova, o Rebellion R13, que contou com o norte-americano Gustavo Menezes, o suíço Thomas Beche e o francês Thomas Laurent.

A mesma equipe emplacou o segundo lugar, cravando uma dobradinha no pódio, com os pilotos Neel Jani, da Suíça, André Lotterer, da Alemanha. O brasileiro Bruno Senna, que também integra a equipe, não foi à pista pois se recupera de um acidente, sofrido na sexta-feira, no primeiro treino livre. Ele acabou fraturando o tornozelo direito e agora vive a expectativa de se recuperar a tempo para a próxima etapa, as Seis Horas de Fuji, em 13 de outubro.

O terceiro lugar das Seis Horas de Silverstone ficou com a equipe SMP Racing BR Engineering BR1-AER, do francês Stéphane Sarrazin e do russo Egr Orudzhev.

Estadao Conteudo
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *