Mais de um mês após o vencimento do Acordo Coletivo de Trabalho 2016/2017, as negociações entre os sindicatos dos empresários de coletivos e o dos trabalhadores do setor no Espírito Santo não avançaram e o Sindirodoviários ao Ministério Público do Trabalho do estado para mediar o impasse.

                                               

O encontro entre o Sindicato das Empresas de Transporte Metropolitano da Grande Vitória (GVBus), Sindicato das Empresas de Passageiros do ES (Setpes), Sindirodoviários e MPT-ES está marcado para a manhã desta quinta-feira (7). Segundo o presidente do sindicato dos trabalhadores, Edson Passos, a medida foi tomada para evitar a paralisação da categoria.

“Após quatro rodadas de negociação, não houve avanço. Os empresários não oferecem nenhum reajuste à categoria e ainda ameaçam utilizar a nova lei trabalhista contra nós. Acionamos o Ministério Público numa tentativa de resolver sem que haja greve”, frisou Passos.

Dentre as reivindicações dos rodoviários, está o reajuste de 5% sobre o que é pago atualmente. Segundo o presidente do Sindirodoviários, os empresários querem congelar o salário até o fim do ano que vem.

A assessoria do Setpes não foi encontrada para comentar o assunto. Por nota, o GVBus informou que “está em reuniões frequentes com o Sindirodoviários para a negociação do acordo coletivo. Até o momento, não se chegou a um entendimento, porém, os encontros entre as partes continuam até que exista um consenso”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *