por Paulo Cesar Dutra

A eleição de 2018 no Espírito Santo virou um “samba do crioulo doido” e ninguém sabe para onde vai, se fica ou se sai do partido em que está filiado. Com a debandada que está mais de que anunciada no PSDB, depois da cartada  do ex-prefeito de Vitória e ex-deputado federal Luiz Paulo Vellozo Lucas, que desfiliou-se do PSDB e pode ir para o PPS ou para o Podemos, para brigar por uma das 10 vagas da Câmara federal! Após mais de duas décadas defendendo a ideologia tucana, Luiz Paulo entregou sua carta de libertação.

E quem está de malas prontas para deixar o ninho é o prefeito de Vila Velha, Max Filho que pode se filiar no Podemos para ser candidato a governador. Só que Max pode ter os apoios dos prefeitos da Serra, Audifax; de Cariacica, Juninho e do de Vitória, Luciano. E cabe ainda, o apoio do prefeito de Viana, Gilson Daniel.

E com a desistência do Luciano Huck a presidência da República, do qual o governador do Estado acreditava ser o vice, tudo indica que Paulo Hartung (PMDB) terá que mudar toda a sua tática, e ser candidato a reeleição. Hoje, o prefeito de Viana, Gilson Daniel e o deputado Hudson Leal, foram intimados no Palácio Anchieta.

Do jeito que vai, a situação política atual afunila o ex-governador Renato Casagrande (PSB) buscar uma das duas vagas do Senado. Como estamos muito longe ainda dos prazos das eleições de 2018, muita água ainda vai rolar por debaixo da ponte.
Roberto Carneiro pode assumir o PRB do ES
Uma visita ao Estado do Espírito Santo do presidente nacional do PRB, pastor Marcos Pereira, poderá definir o nome do secretário de estado de Esportes, Roberto Carneiro, presidente regional do partido. Atualmente a sigla no ES é presidido pelo ex-vereador de Vitória, Devanir Ferreira.

Minha Casa Minha Vida
O juiz federal Wellington Lopes da Silva proferiu nova decisão sobre o caso dos condomínios do Minha Casa Minha Vida construídos em terreno do ex-prefeito de Linhares Nozinho Correa. Como a Justiça Estadual queria anular a sentença federal, o caso voltou para a esfera maior. E desta vez, o juiz disse que “foi declarada a incompetência para processar”. Nozinho era acusado de vender terreno para a Caixa Econômica sabendo que tratava-se de uma área de alagamentos e teve R$ 2 milhões em bens apreendidos. Agora, está livre de envolvimento. À frente do caso, os advogados Antonio Carlos Pimentel e Carlos Eduardo Lyrio.
 
Dermival Galvão
O ex-vereador e ex-prefeito de Vitória, Dermival Galvão (PMDB)  disse que está sendo pressionado a ser candidato a deputado estadual este ano. Segundo ele, caso decida ser candidato este não ano, estuda buscar outro partido.
 
Desmonte da Ater 

O ano de 2018 se anuncia como aquele em que o desmonte da Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) no Espírito Santo e no Brasil se aprofundará. Um exemplo é o repasse para custeio, que este ano equivale à metade do valor de 2014 – último ano do governo anterior -, R$ 4 milhões e R$ 7,8 milhões, respectivamente. Mas o desmanche do Instituto Capixaba de Pesquisa e Extensão Rural (Incaper) acontece em todos os setores, afetando os escritórios locais, mão de obra e fazendas de pesquisa.

“Ano passado, nossos recursos foram baseados em convênios. Mais de 60% da compra de equipamentos vieram por convênios, principalmente do resgate de recursos federais”, disse  Samir Seródio Amim Rangel, presidente da Associação dos Servidores do Incaper – ASSIN.
 
Cozinha Capixaba
O primeiro município a receber os pratos e sabores do Programa Cozinha Capixaba é São Mateus. O curso começa amanhã, terça-feira (20) e vai até a próxima sexta-feira (23). O Programa é uma parceria do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes) e do Sesi-ES. O curso tem carga horária de 20 horas. As aulas serão realizadas nos períodos da tarde, das 11h às 16h, e da noite, das 17h às 22h. Em São Mateus, a carreta ficará localizada na orla de Guriri, na praça do centro, em frente à Igrejinha.
O Programa Cozinha Capixaba é voltado para profissionais da área gastronômica. O objetivo é desenvolver a gastronomia regional capacitando os profissionais e, com isso, incentivar o turismo e gerar emprego e renda. Além disso, serão valorizados os produtos produzidos no Estado, como embutidos, queijos, frutos do mar e carnes. Vinte e cinco municípios receberão os cursos. As aulas serão ministradas nas unidades móveis do programa. Na parceria, a Seag ficará responsável por custear o curso e as prefeituras, as demais despesas.
 
Autocrítica
A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) criticou a intervenção federal no Rio de Janeiro e atribuiu o caos na segurança à falta de investimentos. Ela tem razão. O governo Dilma Rousseff (PT-MG), por exemplo, aplicou só 23% do investimento previsto em segurança.
 
New Deal tupiniquim
O consultor político Mario Rosa, falando da intervenção federal no Rio de Janeiro, ele saiu com essa: diz que acabamos de presenciar o surgimento da “Doutrina do Posto do Ipiranga”. Qualquer dúvida que surgir no país, pergunte a um general. E conclui: “o poder civil entregou os pontos”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *