terceira_ponte_livre___dayana_souza__2_-66697A 3ª ponte, que liga os municípios de Vitória e Vila Velha, voltou a ser centro de discussão dos capixabas. A instalação de dispositivos de proteção que evitem tentativas de suicídio é um assunto antigo, mas efetivamente, nada foi feito até o momento para que o projeto saia do papel. Pelos menos quatro projetos foram apresentados, sendo que um deles (telas de vidro), foi descartado.

A Concessionária Rodovia do Sol S/A, que administra a 3ª ponte, tinha até novembro de 2017 para apresentar um projeto de instalação de cabos de aço. Por telefone, a empresa informou que apresentou o projeto a Agência de Regulação dos Serviços Públicos do Espírito Santo (ARSP) dentro do prazo.

Por sua vez, a ARSP confirmou que recebeu o projeto de engenharia apresentado pela Concessionária Rodovia do Sol S/A. Em nota, a agência informou que efetuou consulta ao Ministério Público e aguarda posicionamento da 35ª Promotoria Cível de Vitória.

Conforme apurado pela reportagem do ESHOJE, o caso está com o Ministério Público há cerca de 15 dias. O número de empresas ainda é insuficiente para concorrer à licitação. São necessárias pelo menos três e, até o momento, só há duas. Para que os cabos de aço sejam instalados, também é necessária uma decisão judicial. A responsável pelo projeto é a Rodosol e caso a empresa não cumpra, pode pagar uma multa de aproximadamente R$ 100 milhões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *