Eugenio RicasA coluna Bastidores da edição impressa de ESHOJE de sexta-feira (10) (Leia aqui) anunciou com exclusividade: Eugênio Ricas será braço direito do novo diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia. Ricas, que está no Governo Paulo Hartung (PMDB) desde 2013, já trabalhou com Segóvia no início da carreira de ambos, na Polícia Federal do Espírito Santo. Atualmente o secretário é titular de Controle e Transparência, mas já foi secretário de Justiça.

“Um convite desafiador mas extremamente motivador também.O desafio é manter o bom trabalho que a Polícia Federal vem realizando, intensificar ainda mais o trabalho que é feito na lava-jato e em outras operações, tanto no combate a corrupção, de armas, tráfico de drogas”, disse Eugênio Ricas

O convite já havia sido feito semana passada, contudo, oficialmente, aconteceu nesta segunda-feira (13), em almoço com o governador capixaba, em almoço no Palácio Anchieta. O secretário deixará o cargo na quinta-feira, 15, para assumir a Diretoria de Combate ao Crime Organizado da PF.

“Foi unânime a aclamação do nome de Ricas pro cargo de norte a sul do país. O trabalho dele será fundamental para a segurança pública desse país. Ele tem preparo técnico, pessoal e formação moral. Vai conduzir todas as grandes operações de combate ao crime organizado no país, inclusive a questão da Lava Jato. Ele será um pilar desse trabalho”, anunciou Segóvia, em entrevista coletiva no gabinete do governador Paulo Hartung (PMDB).

A indicação de Fernando Segóvia veio de uma ala do PMDB onde muitos são investigados pela lava-jato, mas Ricas afirmou que essa é uma instituição dentro da PF, que não tem como ser “estancada”. Disse ainda que a intenção é intensificar os trabalhos já feitos. “Eu estou indo como técnico, assim como o Dr. Fernando Segóvia. Ele é um delegado de polícia federal de carreira, com um longo serviços prestado, e é nisso que nos concentramos”.

Segundo o Governador do ES, Paulo Hartung, eles devem se reunir ao longo da semana para discutir a transição de quem vai assumir a pasta no lugar de Ricas. “Vou sentar nos próximos dias com o Dr. Eugênio Ricas, que estará liberando a área até a quinta, quando vamos libera-lo para o Ministério da Justiça. Sentaremos com a Ângela Silvares, que tem tradição e ajudou a montar a estrutura dessa secretaria. Temos certeza que encontraremos um bom nome”.

A Gestão Paulo Hartung “perdeu”, pela segunda vez, um nome forte de sua equipe para cargos federais. O primeiro foi da secretária de Fazenda, Ana Paula Vescovi, que deixou o ES e foi para o Tesouro Nacional. “Meu sentimento é o mesmo de quando Ana Paula (Vescovi) foi para o Tesouro Nacional. Meu sentimento é de que todos nós, brasileiros, precisamos ajudar o país. A passagem de Ricas pelo governo é exemplar e acho que dará uma contribuição extraordinária”, destacou Hartung. O governador ainda não anunciou o novo titular da Secont, contudo o possível indicado será Leandro Piquet.

D

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *