A instalação de barreiras que evitem tentativas de suicídio na 3ª ponte podem ser pagas pelas empresas consideradas poluidoras do Estado. Em especial, a Vale. Essa é a proposta da Comissão de infraestrutura da Assembleia Legislativa (ALES), representada pelo Deputado Estadual Marcelo Santos.

Leia também: Dispositivos de proteção ao suicídio na Terceira Ponte voltam a ser tema de discussões

No total, o custo de R$ 13 milhões tem aprovação da Agência de Regulação de Serviços Públicos (Arsp). Porém, tanto o montante quanto o prazo para que, de fato, o projeto saia do papel, ainda são considerados prematuros, e os envolvidos aguardam o posicionamento do Ministério Público do Estado (MPES).

Por Lizandra Amario

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *