Um vidro do “muro” da Raia Olímpica da Universidade de São Paulo (USP), na Marginal do Pinheiros, zona oeste de São Paulo, onde foi instalado um filme protetor, está quebrado. O dano foi observado na manhã desta sexta-feira, dia 7.

Há cerca de duas semanas, a USP instalou películas escuras em parte do vidro do muro. De acordo com a USP, a universidade está realizando testes com as películas para evitar a colisão de pássaros e não para conter a quebra de vidros.

A reportagem identificou no local mais três placas de vidro, sem películas escuras, danificadas. A primeira vez que um painel apareceu quebrado foi em 18 de abril, apenas 14 dias depois da inauguração da estrutura. De lá pra cá, várias lâminas de vidros foram quebradas. De acordo com a Prefeitura de São Paulo, os painéis são custeados por mais de 45 empresas e não oneram a universidade.

Ana Paula Niederauer
Estadao Conteudo
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *