Dólar Em baixa
5,600
22 de julho de 2024
segunda-feira, 22 de julho de 2024

Deus representado no skateboard: uma analogia

Deus representado no skateboard: uma analogiaPor Aline Dantas*

Fiz uma analogia entre as diferentes partes do skate e a presença de Deus em minha vida. Cada componente do skate desempenha um papel específico para tornar a prática do esporte possível, e relacionei cada um deles com a presença e a influência de Deus.

O shape do skate representa uma base sólida, assim como Deus é a minha base na vida. A lixa firma os meus pés, assim como se aproximar de Deus me traz firmeza e segurança. E na hora de aprender ou ensinar uma manobra é Ele que me impulsiona a continuar e a transferir coragem e garra.

Deus representado no skateboard: uma analogia
Aline Dantas é skatista profissional e pós-graduada em Educação Física em Neurologia

As rodas permitem que me desloque, e Deus é quem me guia e me faz seguir adiante. Os rolamentos são essenciais para o fluir do skate, assim como o Espírito Santo é essencial para o meu caminhar na vida.

O truck permite que as rodas e os rolamentos se encaixem, e sem Deus, minha vida não se encaixa nem flui como deveria. Os amortecedores ajudam na mudança de direção, e Deus me dá a liberdade de escolher o rumo que eu posso seguir dentro de Seu eterno propósito, mesmo que alguns sejam mais difíceis e outros mais fáceis.

As quedas sempre virão, mas logo consigo enxergar a mão que sempre estará estendida para me levantar e me ajudar a prosseguir. Essas mãos são as mais diversas representações dele através de cada criatura que Ele colocou no meu caminho para percorrer esse universo do skateboarding, e assim aprender a cuidar, servir, sonhar, fomentar e amar.

Os parafusos de base ligam todas as partes do skate, e sem essa ligação o skate não tem função alguma. O skate não tem funcionalidade se não existir o compartilhar de uma sessão, o repartir de uma manobra e o vibrar juntos. É assim com o Pai, o Filho e o Espírito Santo: sem o Deus Triúno, minha vida não tem função alguma.

Deus representado no skateboard: uma analogia

Ao longo da vida alimento minha fé caindo e levantando no skate, com as pedrinhas que aparecem no meio do ‘rolê’ e que me fazem voar longe, mas que ao mesmo tempo me fazem querer tentar novamente e sentir a liberdade que só a graça me traz.

Essa é a maneira que relaciono a fé em Deus e minha vivência no skate. É uma forma única de expressar minha devoção religiosa e minha paixão pelo carrinho.

Aline Dantas é skatista profissional, profissional de Educação Física, professora de skate há 10 anos, pós-graduada em Educação Física em Neurologia e membra da Igreja Batista da Praia do Canto

Você por dentro

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Escolha onde deseja receber nossas notícias em primeira mão e fique por dentro de tudo que está acontecendo!

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Lidas em Fé Pública

Notícias Relacionadas