Dólar Em alta
5,279
16 de abril de 2024
terça-feira, 16 de abril de 2024

PT com bloco de candidatos na Grande Vitória e Marcelo Santos fora da corrida do Tribunal de Contas

O Partido dos Trabalhadores (PT) se prepara para colocar o bloco na rua para a disputa das eleições na Grande Vitória. Nos quatro maiores municípios da região metropolitana – Vitória, Vila Velha, Serra e Cariacica -, a legenda do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), caminha para ter candidaturas próprias.

Em Vitória, o deputado estadual João Coser (PT) está já na pré-campanha. Em Cariacica, Célia Tavares (PT) busca consolidar seu nome na federação que tem a companhia de PV e PCdoB. Em Vila Velha, conforme ES Hoje publicou, há dois pretendentes, que são Babá e Edinho, que buscam entrar em um consenso.

Já na Serra, o ex-deputado estadual Professor Roberto Carlos (PT) está avançando para ser o pré-candidato do partido no município. Até então, além de Roberto Carlos, que é assessor parlamentar do senador Fabiano Contarato (PT), a vereadora Elcimara Loureiro (PT) e o também assessor parlamentar do deputado estadual João Coser Ronaldo Cassundé (PT) haviam disponibilizado seus nomes para a disputa.

A sinalização de que Roberto Carlos será a persona de consenso aumentou depois que João Coser postou em suas redes sociais uma foto com o professor na qual diz que “o dia começou com uma boa noticia trazida da Serra pelo ‘companheiro’ Roberto Carlos”.

São diversos sinais a serem analisados quanto a essas possíveis candidaturas. No frigir dos ovos, aquela que demonstra maior competitividade é a de Coser, em função dos bons resultados que obteve na Assembleia Legislativa, em 2022, e por ter ido ao segundo turno com Lorenzo Pazolini (Republicanos), em 2020.

O melhor cenário seria todos saírem vencedores. No entanto, nem todos os prognósticos preveem essa possibilidade e aí é necessário usar o pragmatismo, especialmente pensando já em 2026. Conforme esta coluna abordou anteriormente, as boas avaliações da gestão Lula – antes do comentário acerca da guerra entre Israel e Palestina – animam os petistas para que a legenda apresente candidaturas diversas.

Ter candidaturas é sinônimo de marcar posição. Assim sendo, o PT, que é parceiro da gestão do governador Renato Casagrande (PSB), demonstra que irá por outros caminhos. Pode ser que se aglutine a outras chapas em eventuais segundos turnos, casos suas incursões não sejam triunfantes. Desta forma, tem possíveis argumentos, de acordo com os desempenhos, para brigar por espaço em futuras gestões.

A segunda leitura é a necessidade de formação de lideranças, especialmente nas câmaras. Vir com candidaturas majoritárias pode ser sinônimo de estimular o eleitor do PT a votar em candidatos para vereador, seja de modo individual ou pela legenda. E é necessário isso: em 2020, foram apenas 11 vereadores eleitos, sendo que dois na Grande Vitória. Muito pouco e isso prejudica futuros movimentos.

A terceira constatação se dá como teste desses pré-candidatos. É sabido que eleições proporcionais são feitas por cabeças de chave, que são puxadores de votos, e por bons cabos eleitorais, que auxiliam para que candidatos tenham chances de se eleger. Bons termômetros aumentam expectativas para sucesso na Assembleia Legislativa e no Congresso.

O quarto ponto é a dinâmica para 2026. O PT se prepara para ter candidatura ao Palácio Anchieta. É especulado que Helder Salomão, atualmente deputado federal, possa ser o candidato da vez. Indicadores do pleito vão balizar a possível incursão dele. E isso pode mexer no tabuleiro, de cima para baixo.

Pode ser especulada a necessidade de o partido ter alguém competitivo, para substituir Helder, na chapa para o Congresso, naquele ano. Caso não se sagre vencedor em Vitória, João Coser pode ser um dos nomes para Brasília. E a depender de como for o resultado de Karla Coser, visto que tem chances para reeleição na Câmara de Vitória, neste ano, ela pode estar inserida nos planos do PT para disputa da Assembleia Legislativa. Uma das motivações pode ser justamente as aspirações de Camila Valadão (Psol) para o Congresso, abrindo espaço para perfil de mulher progressista no plenário.

A incursão do PT, em 2024, demonstra organização e ambição para que em 2026 os rumos do partido sejam muito mais fortes do que os atuais.

***

Caminho aberto I

Dizem as línguas afiadas da Assembleia Legislativa que o presidente da Casa de Leis, Marcelo Santos (Podemos), não vai estar como candidato para a disputa da vaga de conselheiro do Tribunal de Contas do Espírito Santo (TCE-ES). Apesar de ser considerado como o preferido entre os parlamentares, outros arranjos fizeram com que Marcelo preferisse seguir com o mandato eletivo. Os planos dele para 2026 são audaciosos.

Caminho aberto II

O secretário-chefe da Casa Civil, Davi Diniz, é visto como um dos favoritos com essa ausência. Contudo, há quem diga nos bastidores que é preciso alinhar as negociações entre Assembleia e governo do Estado. E há quem afirme que isso passa por 2024 e por 2026. E há quem afirme também que um novo nome, da própria Assembleia.

Caminho aberto III

Marcelo Santos está articulando fortemente quanto ao pleito de 2024. Esteve presente ao evento de pré-candidatura do deputado estadual Allan Ferreira (Podemos) à Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim. Além disso, possui fortes influências no próprio partido, no PRD e no Solidariedade.

***

Polícia legislativa

Projeto de lei apresentado pelo presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Santos (Podemos), cria o cargo de agente de polícia legislativa. Para isso serão transformados cargos efetivos de técnico legislativo júnior. O projeto foi aprovado em regime de urgência no plenário.

***

Doente I

O deputado estadual Denninho Silva (União Brasil) protocolou pedido de licença médica, válido para segunda (19) e esta terça-feira (20). Curiosamente, o atestado, a qual a coluna teve acesso, foi assinado por médica de uma unidade de saúde de Vitória e não mostra qual o CID, ou seja, a razão do afastamento. Contudo, às vezes o código não é inserido para preservar a privacidade do paciente.

PT com bloco de candidatos na Grande Vitória e Marcelo Santos fora da corrida do Tribunal de Contas

Doente II

Longe de nós duvidar da moléstia. Mas Denninho esteve presente, na segunda, a evento de entrega de máquinas agrícolas, publicou imagem de barca de comida japonesa e, ainda, compartilhou, nesta madrugada, imagem de “lanche”, segundo o próprio, com “500 gramas de arroz, 400 gramas de carne moída e 400 gramas de feijão”. Também afirmou que esteve no aeroporto de Vitória às 3h45 desta terça-feira (20).

Doente III

Denninho esteve presente ao plenário, mesmo com a licença.

***

Encontro glorioso

O governador do Estado, Renato Casagrande (PSB), e o ex-secretário de Estado da Segurança Pública coronel Alexandre Ramalho compareceram ao culto de aniversário de 91 anos do pastor Arnaldo Candeias, presidente da Cadeeso, em Vila Velha. Formalidades imperaram. Dizem que a relação está meio azeda. Dizem…

***

Cooperação I

Os presidentes do Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (TRE-ES), do Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJ-ES), do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) e do Tribunal Regional do Trabalho da 17ª Região (TRT-17), assinam, na próxima sexta-feira (23), três acordos de cooperação técnica e acadêmica, por meio do Fórum Permanente do Poder Judiciário no Estado do Espírito Santo (Fojures).

Cooperação II

Os acordos são relativos a integração e aperfeiçoamento das Escolas Judiciais e de Magistratura, integração das iniciativas desenvolvidas nos Laboratórios de Inovação nos tribunais e Cadastro de mulheres em situação de vulnerabilidade, a fim de viabilizar a participação dessas pessoas no processo seletivo para a contratação em empresas selecionadas para a prestação de serviços contínuos.

***

Fale com a coluna

Nosso e-mail é [email protected].

Na moita

Gestor prepara golpe de mestre para ter cada vez mais apoio ao seu lado.

Tá na rede

“É inadmissível um presidente da República disparar falácias irresponsáveis e ideológicas, expondo-nos ao perigo de guerra. Além da falta de respeito, é evidente a falta de conhecimento histórico, envergonhando nossa nação! Chega de irresponsabilidade e mentiras!”

Evair de Melo (Progressistas), deputado federal

Você por dentro

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Escolha onde deseja receber nossas notícias em primeira mão e fique por dentro de tudo que está acontecendo!

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Lidas no Poder ESHOJE

Notícias Relacionadas