Dólar Em alta
4,928
21 de fevereiro de 2024
quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024

Giro Rápido: Os encontros de Ramalho e Cachoeiro pega fogo nas eleições

Em menos de 24 horas, o ex-secretário de Estado da Segurança Pública coronel Alexandre Ramalho (Podemos) teve série de reuniões que chamou a atenção e que, querendo ou não, passam sinais de negociações.

Na quinta-feira (8), Ramalho dialogou com o ex-presidente da Assembleia Legislativa Erick Musso, que é o presidente do Republicanos capixaba. O “caveira” também abriu espaço na agenda a Reginaldo Almeida, que já foi presidente do PSC (hoje incorporado ao Podemos) e que, agora, integra a legenda republicana.

Nesta sexta-feira (9), porém, o coronel da reserva da PM teve encontro com o presidente estadual do Podemos, o deputado federal Gilson Daniel (Podemos). Não é segredo para ninguém que Ramalho deseja ter condições e visibilidade para dar prosseguimento à vida pública dele.

Possibilidades não faltam. Caso prefira seguir nas fileiras do Podemos, há uma tendência de Gilson ser reincorporado ao governo do Estado, possivelmente para a Secretaria de Estado da Agricultura. Como suplente, Ramalho teria o direito de exercer mandato de deputado federal em Brasília, algo que o seduz.

Mas também o seduz a possibilidade de vir como candidato a prefeito, especialmente de Vila Velha. Inevitavelmente – até onde consta -, o coronel teria de sair do Podemos, já que este – até o momento – é o partido de Arnaldinho Borgo, que não anda lá muito feliz com a sigla – dizem. É especulado que Ramalho esteja balançado entre se filiar ao Progressistas ou ao Republicanos.

Como a política é muito volátil, também não é descartado que fique no Podemos. Assim sendo, o bloco de Ramalho, com seu enredo definitivo, só vai passar depois do Carnaval. E pode causar muito estrago na evolução e na harmonia de muita gente.

Já pensou?

Conjecturar não ofende: já imaginaram se Ramalho adentrar ao Republicanos e ainda apoiar a candidatura de Lorenzo Pazolini (Republicanos) na Capital?

***

Em São Mateus

O deputado federal Da Vitória (Progressistas) se reuniu, em São Mateus, com pré-candidatos para as eleições municipais. Bastidores da política local apontam que o caminho para definir os vitoriosos vai passar pelo coordenador da bancada federal capixaba e também pelo diretor-presidente do DER/ES, Freitas (PSB).

***

Cachoeiro pega fogo

Que Cachoeiro de Itapemirim tem temperaturas elevadas, todo mundo sabe. Agora, a política local também anda quentíssima. A possibilidade de o vereador Júnior Corrêa (PL) deixar o partido do senador Magno Malta (PL) movimenta o mercado da Capital Secreta.

Ferração abençoa?

Uma especulação é a de que Júnior possa migrar para o Progressistas. Por lá, quem dá as cartas é a águia da política capixaba, o veterano deputado estadual Theodorico Ferraço (Progressistas). Uma solução aventada no PL é a possibilidade de o deputado estadual Callegari (PL) ir para a disputa. Se isso ocorrer, a lista de pré-candidatos na Assembleia Legislativa só aumenta…

Ordenando o grupo

Do outro lado, a situação se ordena como ir para as urnas. Para vir com a bênção do prefeito Victor Coelho (PSB), são especulados os deputados estaduais Allan Ferreira (Podemos) e Dr. Bruno Resende (União Brasil), além da ex-secretária de Desenvolvimento da cidade Márcia Bezerra (PRD). Diego Libardi (Republicanos) também dialoga, mas dizem que Coelho prefere conversar mais com os três primeiros.

***

Solta o som

Giro Rápido: Os encontros de Ramalho e Cachoeiro pega fogo nas eleições

O governador do Estado, Renato Casagrande (PSB), foi recebido nesta sexta-feira (9), em Itapemirim, pela Banda Marcial da cidade. Aquecendo a alegria para o Carnaval.

***

Ele está de volta? I

Há quem queira “ressuscitar” o ex-governador Paulo Hartung (sem partido). Nesta semana, vozes diferentes confabularam e garantiram que ele estará no páreo de 2026. Será?

Ele está de volta? II

Conforme publicado por Bastidores, na edição digital de ES Hoje desta sexta-feira (9), o vereador afastado de Vitória Armandinho Fontoura (Podemos) planeja disputar novamente as eleições neste ano.

***

Perguntar não ofende

Qual partido vai abrigar Armandinho?

Juras de amor

“Jura, jura, jura, pelo Senhor”. Talvez embalado por “Jura”, de Zeca Pagodinho, o deputado estadual Denninho Silva (União Brasil) divulgou nas redes sociais que nada derruba a parceria com o prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini (Republicanos). Jura?

Coser na lista

Segundo a edição da semana da revista Veja, o PT estima que terá candidatos a prefeito em metade das 99 maiores cidades do País. O deputado estadual João Coser (PT), em Vitória, será um deles.

Naming rights

O fenômeno de naming rights que acontece em São Paulo, que vai de metrô a estádio, também já é estudado na Grande Vitória. Há investidores que avaliam potencialidades em parques e em terminais, em função da alta circulação. Também é oportunidade para arrecadação de gestões.

Exemplo do Rio de Janeiro

Há também correntes para que municípios e o Estado adotem prática semelhante à da Prefeitura do Rio de Janeiro. Por lá, o prefeito Eduardo Paes (PSD) baixou norma que proíbe o uso dos celulares nas escolas.

***

Fale com a coluna

Nosso e-mail é [email protected].

Na moita

Uma velha parceria parece que está de volta. Daquelas que um “psicografa” o que o outro pensa.

Tá na rede

“A recente ofensiva contra o Partido Liberal, na figura do seu presidente Valdemar da Costa Neto, a perseguição contínua aos parlamentares de direita e os ataques dirigidos ao presidente Jair Bolsonaro configuram um padrão claro de perseguição que vai além de incidentes isolados”

Magno Malta (PL), senador

Você por dentro

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Escolha onde deseja receber nossas notícias em primeira mão e fique por dentro de tudo que está acontecendo!

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Lidas no Poder ESHOJE

Notícias Relacionadas