Dólar Em alta
5,355
13 de junho de 2024
quinta-feira, 13 de junho de 2024
Vitória
24ºC
Dólar Em alta
5,355

16 policiais do ES reforçam segurança no Rio Grande do Sul

Após registro de saques de doações, assaltos e outros tipos de crimes às vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul, um efetivo de 16 policiais militares do Espírito Santo seguirão para aquele estado. O grupo, coordenado pelo Tenente Jean, participou de reunião com a cúpula da segurança pública capixaba na manhã desta segunda-feira (20) no Palácio Anchieta.

Além dos militares, um helicóptero do Núcleo de Operações e Transportes Aéreo (Notaer) será enviado pela Casa Militar, a partir de quarta-feira (22). “Fizemos uma reorganização, permitindo que possamos enviar esse quantitativo”, afirmou o chefe da Casa Militar, coronel Jocarly Martins de Aguiar Júnior.

Para o vice-governador, Ricardo Ferraço (MDB), a ida dos militares é um símbolo do melhor e do pior do ser humano revelado em situações como essas, onde no Rio Grande do Sul diversas cidades estão sob as águas das enchentes e mais de uma centena de vidas foram perdidas.

“Uma crise como essa revela o que há de melhor no Espirito Santo e no ser humano, que é a solidariedade. Mas, também revela o que há de pior, que é o egoísmo de bandidos que estão roubando e violando abrigos, num momento de grande sofrimento. Daí porque a necessidade de nossa polícia reforçar a segurança”

De acordo com o governador Renato Casagrande (PSB), os profissionais estão se deslocando para compor as forças de segurança e proteger os diversos abrigos no RS. Já tem 16 capixabas dos bombeiros e mais 16 policiais militares. “Essa ação é para a gente poder manifestar a nossa contribuição e a solidariedade do povo capixaba, nesse momento de evento climático extremo” e na quarta-feira vai um helicóptero do Notaer para prestar colaboração”.

O governador disse que a situação que o Espírito Santo viveu no final de março, em Mimoso do Sul, é um exemplo, em menores proporções, como o apoio de outras forças são fundamentais para a reestruturação com a maior celeridade possível. Disse, ainda, que a situação capixaba é de organização, por isso a condição de já ter enviado bombeiros e agora os policiais militares, bem como cães farejadores.

https://x.com/Casagrande_ES/status/1792528655291121927

“O nível de organização permite que desde o primeiro momento tenhamos construído esse ambiente de solidariedade. Já vivenciamos aqui, em menores proporções, situação que tivemos que contar com ajuda. Agradeço a todos os profissionais que estão colaborando numa hora como essa. Esse deslocamento vai ajudar a proteger a vida das pessoas, dar segurança e levar um alívio”, finalizou Casagrande.

Você por dentro

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Escolha onde deseja receber nossas notícias em primeira mão e fique por dentro de tudo que está acontecendo!

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Lidas

Notícias Relacionadas