Dólar Em alta
5,355
13 de junho de 2024
quinta-feira, 13 de junho de 2024
Vitória
24ºC
Dólar Em alta
5,355

Conheça Ferrugem, o gato xodó da Sedu há seis anos

Um gato, que ganhou o nome de Ferrugem, chegou na Secretaria de Estado da Educação (Sedu) há cerca de seis anos, ainda filhotinho, e por lá ficou. Ele, inclusive, tem a própria rede social: @ferrugemogato.

“Outros gatinhos que apareceram no mesmo período foram adotados. Tentamos encontrar um lar provisório para ele também e não conseguimos. Eu e alguns outros colegas, que já tinham outros gatinhos em casa para adoção responsável, continuamos cuidando dele aqui mesmo na Sedu”, afirmou a professora, Mônica Caniçali.

Mônica diz que tudo o que Ferrugem precisava era providenciado por um pequeno grupo, que passou a cuidar dele. “Ele era muito dócil e rapidamente passou a reconhecer a cada um de nós que cuidávamos dele. Éramos pessoas unidas para ajudar um gatinho, pessoas que já eram simpatizantes da causa de proteção animal e outras que foram motivadas pelo “rom-rom” do nosso amarelo. Ele já tem 7 anos. Ele tem uma personalidade adorável e ama ser mimado”, diz.

A relação dos funcionários da Secretaria de Educação com os animais é muito positiva. Além disso, os gastos com o animal são divididos entre os empregados. “Todos o conhecem e o respeitam e muitos ajudam com os gastos cuidados em alimentação, vacinas, veterinário. Os voluntários sabem que ele precisa ir ao veterinário ou quando a ração está terminando. Ele acabou se tornando nosso pet no trabalho, o que, a meu ver, é muito apropriado e saudável, inclusive por estarmos em uma Secretaria de Educação. Educamos mais com nossas ações e isso é muito bonito de ver”, pontua.

Apesar do respaldo, Mônica é a principal responsável pelo animal. “Normalmente sou eu que o levo ao veterinário e ao pet para higiene geral, mas não sou a única cuidadora do Ferrugem, eu sou uma das pessoas que cuidam dele diretamente. Alguns ajudam a comprar medicamentos, outros nunca deixam faltar a ração ou sachê. Cuidamos com responsabilidade, carinho e com um grande sentimento de equipe. O bem-estar dele é nossa alegria e agradecimento pela cordialidade com que nos recebe todas as manhãs ou como ele se despede quando vamos descansar”.

Conheça Ferrugem, o gato xodó da Sedu há seis anos
Foto: Mônica Caniçali

Para a professora, casos iguais ao do gato Ferrugem mostram a importância da adoção de animais de estimação em situação de rua. “Penso que é necessário esclarecer às pessoas sobre a responsabilidade que devemos ter com animais abandonados. Primeiro é: não abandonar e, se necessário, busque uma das muitas casas que cuidam voluntariamente de animais abandonados. Estes lares cuidam dos cães e gatos e os encaminham para adoção responsável. É importante também que estes animais sejam castrados, para evitar o desequilíbrio populacional dos bichinhos que vemos em algumas regiões”

A alegria na Sedu também aumentou ainda mais com a presença do gato. “Sempre que vejo Ferrugem sinto muita alegria, especialmente porque ele vem ao meu encontro e me concede confiança e amizade. Os gatos têm esta relação com os seres humanos. Somos seus parceiros, não donos. Penso que a presença dele uniu colegas em uma causa e que ele proporciona benefícios com a presença. Se temos um pet de maneira responsável, sempre tende a ser mais humanizado. Animais em ambiente corporativo são uma tendência que vejo de forma muito saudável, além do fato de que ter pets em ambiente de trabalho diminui o estresse, isto é benéfico para tutores e empresas”.

 

 

 

Você por dentro

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Escolha onde deseja receber nossas notícias em primeira mão e fique por dentro de tudo que está acontecendo!

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Lidas

Notícias Relacionadas