Dólar Em alta
4,928
21 de fevereiro de 2024
quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024

Vitória
23ºC

Dólar Em alta
4,928

Comércio capixaba fecha 2023 com vendas acima da média nacional

A Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) apontou que as vendas do comércio varejista do Espírito Santo avançaram mais do que a média nacional. O resultado foi comemorado pela Federação do Comércio no Espírito Santo (Fecomércio-ES), destacando que os dados foram fechados na primeira semana de fevereiro e separando os cenários “restrito” e “ampliado”.

O comércio restrito abrange bens essenciais, como alimentos e remédios, enquanto o comércio ampliado inclui outros produtos como veículos e materiais de construção. Essa distinção ajuda a entender padrões de consumo e o impacto de flutuações econômicas.

No Espírito Santo, o comércio restrito sofreu queda de 14,3% entre novembro e dezembro de 2023 e caiu 4,8% na comparação entre dezembro de 2023 em relação ao mesmo período de 2022. No acumulado do ano o resultado foi positivo, de 3,0% de janeiro a dezembro de 2023. No indicador ampliado, houve queda de 6,9% frente a novembro e queda de 2,5% frente ao mesmo período do ano passado (interanual). Apesar da queda, o acumulado de janeiro a dezembro ficou positivo em 9,3%.

No acumulado do ano, o comércio capixaba performou acima da média nacional. No conceito restrito, o Brasil registrou um crescimento de 1,7% e o Espírito Santo avançou em 3,0%. Já no conceito ampliado, a média nacional foi de + 2,4% enquanto a média capixaba foi de + 9,3%.

Na variação mensal, o comércio restrito brasileiro caiu 1,3% quando se compara dezembro de 2023 com novembro do mesmo ano e cresceu 1,3% na comparação entre dezembro de 2023 e dezembro de 2022. Já no comércio ampliado a variação mensal foi de -1,1% e em relação a dezembro de 2022 não houve alteração. Após identificado o desempenho do indicador, o gráfico a seguir traz a trajetória mensal da PMC nos últimos 12 meses.

Quanto ao grupo de atividades do comércio restrito, destaca-se positivamente o segmento de outros artigos de uso pessoal e doméstico (inclui produtos para decoração, utensílios domésticos, higiene pessoal, beleza e cosméticos) com ampliação de 11,3% em relação a novembro de 2022. Há de se destacar, porém, quedas consideráveis nos seguimentos de Livros, jornais, revistas e papelaria (-46,8%) e Equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação (-28,2).

No comércio ampliado, houve queda de 9% no segmento de Material de construção e ampliação nos segmentos de Veículos, motocicletas, partes e peças (+9%) e Atacado especializado em alimentícios, bebidas e fumo (+5,3%). Apesar das quedas de dezembro, porém, foi observado que o acumulado do ano fechou positivo para todo o conceito ampliado. Fechou positivo também para cinco, dos oito segmentos do conceito restrito.

Você por dentro

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Escolha onde deseja receber nossas notícias em primeira mão e fique por dentro de tudo que está acontecendo!

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Lidas

Notícias Relacionadas