Dólar Em alta
5,192
29 de maio de 2024
quarta-feira, 29 de maio de 2024

Vitória
26ºC

Dólar Em alta
5,192

Empresário varejista pode encabeçar chapa contrário à reeleição de Zé Lino na Fecomércio

Suplente na atual diretoria, o empresário do ramo do comércio varejista, Claudio Sipolatti encabeça chapa que poderá concorrer com a de reeleição do presidente José Lino Sepulcri na Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Espírito Santo (Fecomércio-ES). A afirmação é do próprio presidente, que tenta construção de consenso em torno do seu nome.

Na chapa de Sepulcri, a Sipolatti é oferecida a terceira secretaria. Uma reunião foi realizada nesta terça-feira (22), onde a eleição foi pauta novamente.

“O presidente da Fecomércio, José Lino Sepulcri, informa que algumas decisões foram tomadas, a princípio a formatação de duas chapas, ou seja, a do sr. José Lino Sepulcri para reeleição e outra do sr. Claudio Sipolatti. O objetivo dos dirigentes da Fecomércio é que se faça uma chapa única como sempre ocorreu. Os entendimentos estão sendo feitos entre os 22 presidentes de sindicatos, viabilizando uma conciliação para a formação de uma chapa única”, disse em nota a Fecomércio.

Embora a chapa de Sepulcri tenha sido apresentada, ela não está fechada. Isto é, há possibilidade de mudanças a partir de acordos. E, de acordo com empresário filiado que preferiu não ter o nome divulgado, um deles colocaria o empresário e atual segundo vice-presidente da Federação, Idalberto Moro, na primeira-vice, para que em dois anos ele assuma a entidade como presidente. E, já teriam, inclusive, a sucessão.

Outros entendimentos são em relação à profissionalização da entidade. “Eles querem fazer uma transição harmônica, com o Zé Lino como presidente por dois anos, até 31 de maio de 2024, Idalberto assume por dois anos e depois os quatro próximos anos o Luiz Coutinho – hoje membro suplente do conselho fiscal e o presidente eleito do Sindicato do Comércio Varejista de Vitória. Também foi proposto contratar profissionais para os cargos de direção administrativa, financeira, executiva, de forma a profissionalizar”, revelou empresário.

Só desta maneira, se o consenso for alcançado, com 18 anos deverá encerrar o ciclo de José Lino Sepulcri na presidência da Fecomércio. E, se de fato for atualizado o estatuto da entidade, findando a possibilidade de reeleição, enterra-se uma tradição. Conforma ESHOJE já noticiou, desde o surgimento da Federação, apenas três foram os presidentes, sendo os antecessores do atual, Antônio de Oliveira Santos e Hamilton Rebello.

Mudanças no executivo

O atual diretor regional do Sesc, Gutman Uchôa de Mendonça, no cargo há 50 anos por indicação direta da presidência da Fecomércio, poderá deixar o cargo. Esse tem sido um pleito dos empresários filiados à federação após denúncias de que o executivo estaria envolvido em situações não relacionadas à entidade. Bem como, uso de funcionários do Sesc e Federação para fins particulares.

“Propomos afastar, de imediato do executivo da Fecomércio, o Gutman e contratar executivo, um jurídico, uma pessoa para ser administrativo e um financeiro, profissionalizar, né? Criar plano de gestão, planejamento estratégico que é o que uma grande empresa tem que fazer. Planejar, padronizar e executar. O Uchoa está colocando em risco a imagem da Federação e já tem muito tempo neste lugar”, finalizou empresário.

Você por dentro

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Escolha onde deseja receber nossas notícias em primeira mão e fique por dentro de tudo que está acontecendo!

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Lidas

Notícias Relacionadas