Dólar Em baixa
5,243
19 de abril de 2024
sexta-feira, 19 de abril de 2024
José Cirillo
José Cirillo
José Cirillo é doutor em Comunicação e Semiótica (PUC-SP), mestre em Educação pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES,) onde é professor titular e coordenador do Programa de Pós-graduação em Artes. Pós-doutor em Artes pela Universidade de Lisboa. Foi Pró-reitor de Extensão da UFES (2008-2014); Diretor do Centro de Artes (2005-2008). Atua como coordenador do Laboratório de Extensão e Pesquisa em Artes (LEENA), desenvolvendo pesquisas sobre a arte e a cultura capixaba.

Arte e Cultura: reflexões e compartilhamentos iniciais

Há 25 anos, quando criei o Laboratório de Extensão e Pesquisa em Artes (LEENA), o sonho era produzir e compartilhar conhecimento sobre a produção artística capixaba. Seguia os jornais locais na busca pelo pouco que tínhamos de reflexões, arte e cultura, em especial um pouco da tão esperada crítica de arte – que para nós artistas é um aval institucional da nossa produção.

Produzimos muita pesquisa e objetos artísticos nesse período, avançamos na visibilidade da produção dos artistas capixabas, mas, ao mesmo tempo, vimos desaparecer dos nossos jornais e meios de comunicação os espaços de crítica e reflexões sobre mostras e eventos culturais. Perdemos a regularidade com que essas informações eram compartilhadas com a sociedade.

Vimos o trabalho artístico ser relegado a segundo plano nas prioridades estratégicas das políticas sociais, mesmo com o avanço das tecnologias de informação e comunicação que, aparentemente, tornaram acessível e popular a comunicação nas redes. Mas, o trabalho de compartilhar opiniões profissionais sobre nossa cultura ficou cada vez mais particularizado e afastados, integrado apenas em guetos especializados (altamente excludentes).

Em contrapartida, a esse silenciamento nos espaços de reflexão sobre a cultura, a pesquisa e a produção em artes seguiram; e graças a parcerias como a da FAPES e das Secretarias Municipais e Estadual de Cultura seguiu resistente num país que parece se importar pouco com suas memórias e patrimônios culturais. Alias, nesses 25 anos do LEENA, vinte anos deles têm sido fomentados pela parceria com a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do governo do Estado, via sua Fundação de Apoio à Pesquisa e Inovação (FAPES).

De um lado, a FAPES fomentou a produção de conhecimento; de outro, as secretarias de cultura têm mantido a produção artística. Entretanto, nas mídias sociais, parece que se minimizou a importância da arte e da cultura na formação de um povo, de uma sociedade justa e sensível.

Fica aqui nesse primeiro texto, o meu agradecimento ao grupo do ES Hoje que, de forma ímpar em um momento de excessos da sobremodernidade (lembrando aqui de Marc Augé), me abre espaço para realizar mais um sonho meu (um presente de bodas de prata do LEENA): escrever sobre arte e cultura no nosso estado. Poder ter a oportunidade de retomar o valor simbólico e estético dos fenômenos artísticos capixabas. Vamos falar deles, a partir de nós e para o mundo.

Desejo, do fundo do meu coração, que eu consiga cumprir esse papel que me foi delegado de forma tão gentil, num momento único para mim, para a arte e para a cultura. Espero falar de modo simples, mas com a profundidade e o respeito que os leitores dessa coluna merecem.

José Cirillo
José Cirillo
José Cirillo é doutor em Comunicação e Semiótica (PUC-SP), mestre em Educação pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES,) onde é professor titular e coordenador do Programa de Pós-graduação em Artes. Pós-doutor em Artes pela Universidade de Lisboa. Foi Pró-reitor de Extensão da UFES (2008-2014); Diretor do Centro de Artes (2005-2008). Atua como coordenador do Laboratório de Extensão e Pesquisa em Artes (LEENA), desenvolvendo pesquisas sobre a arte e a cultura capixaba.

Você por dentro

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Escolha onde deseja receber nossas notícias em primeira mão e fique por dentro de tudo que está acontecendo!

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Lidas

Notícias Relacionadas