Aroso Paço Hotel. Crédito: Divulgação.
Aroso Paço Hotel. Crédito: Divulgação.

Verão é praia, certo? Nem sempre! Os turistas querem locais bonitos e opções que vão além da praia no Espírito Santo. Por isso que, assim como Vitória, municípios como Domingos Martins e Santa Teresa estão na rota dos que escolhem o estado capixaba para temporadas durante a estação.

De acordo com o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH–ES), Gustavo Guimarães, um dos destinos que entraram na rota dos turistas com força total foi Santa Teresa. “Santa Tereza é um exemplo de município que vem se tornando um forte destino turístico de lazer, inclusive com a instalação e remodelação de vários pequenos hotéis e pousadas. Anchieta, com a parada as atividades da Samarco também vem tentando se firmar com foco no turismo de lazer para ocupar aquela lacuna”.

Atualmente a ABIH possui 44 empresas associadas a ela em todo o estado e garante que nem as áreas de montanha capixabas, onde o frio costuma prevalecer, ficam vazias nessa época do ano. O natal e a tranquilidade de Domingos Martins também são muito requisitados. Apenas as cidades quem tem foco no turista a trabalho, como Colatina e Linhares, que devem ter uma ocupação menor neste período.

Segundo a entidade, a rede hoteleira capixaba conta com 4432 unidades de acomodação e ao longo dos últimos quatro anos, oito hotéis desistiram do Espírito Santo, mas outros quatro foram abertos. E, mesmo que diversas regiões estejam movimentando o setor, a Grande Vitória ainda é o maior receptivo. Tanto é que, para o réveillon os hotéis de Vitória estão com lotação esgotada. “Para o período do Réveillon vários hotéis de Vitória já estão com sua ocupação esgotada e durante o mês de janeiro já existem períodos de intensa ocupação em todas as regiões com foco no turismo de lazer”, destacou.

Na região metropolitana Vitória e Vila Velha são as mais ocupadas pelos turistas. Fora dela duas cidades no litoral sul também são bastante procuradas: Guarapari e Anchieta. São destinos litorâneos com movimentação intensa até o carnaval, por serem balneários de grande apelo de verão, são indicações certas.

Muitas operadoras hoteleiras de redes locais e até internacionais se instalaram, sobretudo, na região da Grande Vitória com o foco no turismo corporativo e de eventos. “Com a crise econômica e queda nesse movimento, a atividade profissionalizada dessas cadeias ajudaram a impulsionar o turismo de lazer, já representando hoje mais de 40% da ocupação dos hotéis”, concluiu Gustavo Guimarães.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *