Foto: Matheus de Oliveira
Foto: Matheus de Oliveira

Nesta sexta-feira (23), os capixabas continuam se sensibilizando e chegando ao Hemoes para doar sangue para as vítimas do acidente na BR 101, em Guarapari, entre uma carreta, duas ambulâncias e um ônibus de viagem, acontecido na manhã da quinta-feira. O acidente vitimou fatalmente 22 pessoas e 10, que estavam no ônibus, ficaram feridas e estão sendo atendidas nos hospitais da Grande Vitória.

Para atender a crescente demanda e aumentar a capacidade do atendimento, a unidade móvel do Hemoes começou a funcionar a partir das 7 horas desta sexta-feira no próprio pátio do hemocentro estadual e segue como o credenciamento e atendimento até as 18h20, mesmo horário de funcionamento do prédio do Hemoes.

As estudantes do curso técnico em enfermagem Thays Dias, 23, e Emylli Lira, 19, se comoveram com a situação das vítimas do acidente e compareceram ao hemocentro para doação de sangue na manhã desta sexta-feira. Essa foi a primeira vez que ambas doaram sangue e a intenção delas é que se tornem doadoras frequentes.

“Eu já tinha um desejo de ser doadora e me comovi muito com o acidente. E a gente resolveu vir aqui hoje para fazer essa doação. É sempre bom”, disse Thays. Emylli afirmou que outras amigas de curso estão se mobilizando para doar. “Ontem as nossas conversas giraram em torno disso. Nos sensibilizamos muito com o que aconteceu. Algumas não puderam vir agora pela manhã, porque trabalham. Mas disseram que virão”.

O administrador Erimário Admiral, 42, estava doando sangue na unidade móvel e se sentiu muito confortável. Ele já doa sangue há 12 anos e o acidente foi apenas um lembrete de que já estava em tempo de voltar para doar. “Já sou doador desde 2005  e sabendo dessa necessidade de sangue vim novamente fazer doação, movido pela questão do acidente neste momento. Esse ano é a segunda vez faço doação”.

Já a dona de casa Khristian Kely Oliveira, 34, já havia doado sangue uma vez há dois anos. “Essa é a segunda vez que doo sangue aqui. Combinei com minha irmã para estarmos vindo fazer a doação de sangue. Foram muitas perdas das vidas e também para as famílias em si. Ficamos muito emocionados e chamamos o pessoal da igreja para participar também”.

Para doar:

Antes de efetivamente doar sangue, os voluntários passam por uma triagem para avaliar sua condição de saúde e verificar se está apto a realizar a doação. Quem tem entre 16 e 69 anos pode se candidatar como voluntário. Para os mais velhos, uma ressalva: só pode doar quem tiver feito a primeira doação até os 60 anos. Já os menores de 18 anos precisam de autorização de um responsável legal.

Os doadores frequentes, sejam homens ou mulheres, devem obedecer ao intervalo mínimo entre uma doação e outra: de dois em dois meses para homens e de três em três meses para mulheres. O interessado em doar sangue deve ir até uma unidade do Hemoes, apresentar um documento oficial com foto e responder a um questionário. Em seguida, passará pela triagem. Caso tenha almoçado, deve aguardar três horas após a refeição para fazer a doação.

Onde tem Hemoes:

– Hemocentro do Estado do Espírito Santo (Hemoes)

Tel. 3636-7900/7920/7921- Avenida Marechal Campos, 1.468, Maruípe, Vitória. Funciona de segunda-feira a sábado, das 7h às 19h.

– Unidade de Coleta à Distância da Serra

Tel. 3218-9429/ 3218-9242. Avenida Eudes Scherrer Souza, s/n (anexo ao Hospital Estadual Dório Silva). Funciona de segunda-feira a sexta-feira, das 7h às 16h.

– Hemocentro de Linhares

Tel. (27) 3264-6000/ 3264-6019 – Avenida João Felipe Calmon, 1.305, Centro (ao lado do Hospital Rio Doce). Funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 12h30.

– Hemocentro Regional de Colatina

Tel. (27) 3717-2801 – Rua Cassiano Castelo, s/n, Centro. Funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 12h30.

– Hemocentro Regional de São Mateus

Tel. (27) 3767-7957 – Rodovia Othovarino Duarte Santos, Km 02, Parque Washington. Funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 12h30.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *