acidente mimoso3Os deputados estaduais do Espírito Santo, por meio da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, decidiram denunciar a concessionária EcoRodovias ao Ministério Público estadual (MPES) pelo atraso das obras de duplicação da via em território capixaba. O caso já vinha sendo discutido, mas a tragédia no último domingo (10) que levou onze pessoas à morte, em Mimoso do Sul, acelerou a ação. Domingos Martins de luto

A Mesa Diretora da Casa após reunião com os líderes decidiu discutir a não ampliação da BR 101, denunciar a Eco-101 ao Ministério Público e pedir a suspensão do pedágio. Uma sessão especial será realizada nesta quarta-feira (13) na Assembleia Legislativa, para discutir as condições da rodovia federal BR 101, que corta o Espírito Santo. Para a sessão especial for convidados representantes dos Poderes Executivo e Judiciário, mais os representantes legais do MPF, MPES, TCES, ANTT e Defensoria Estadual.

O deputado estadual Josias Da Vitória (PDT) lançou a campanha “Duplique Já!”, nesta segunda-feira, como primeira ação da Frente Parlamentar para a Duplicação da BR 101, da Assembleia Legislativa do Espirito Santo. O deputado Enivaldo dos Anjos será o relator da Frente Parlamentar.

“Já são 123 mortes na BR 101 em 252 dias, praticamente uma morte a cada dois dias. Pelo descumprimento do contrato, a ECO 101 é responsável pelas mortes. Desde o início das operações, a ECO 101 fez duas ações: cobrar pedágios e recolher corpos assassinados na rodovia. Vamos lutar para que a Justiça possa obrigar a concessionária a duplicar a via ou suspender o contrato obrigando a empresa a ressarcir a sociedade. A campanha terá várias ações, entre elas audiências públicas, o incentivo a ações coletivas na Justiça contra a concessionária, visitas à praças de pedágio para manifestações, entre outros pontos que ainda definiremos”, apontou o deputado.

O presidente da Ales, Erick Musso, acredita que a frente terá força. “E nós temos a certeza absoluta que será de grande importância, sobretudo para à sociedade, essa Frente trabalhando ativamente com deputados atuantes e tomando as medidas necessárias para a duplicação da rodovia”, apontou Erick Musso.

Para o deputado federal Lelo Coimbra (PMDB) a fiscalização tem que ser intensificada sobre a Eco 101. “A obrigação contratual e social da ECO 101 em duplicar e conservar a BR 101, dando segurança aos usuários, e, principal sustentáculo da concessão, tem tido de toda a bancada uma ação de fiscalização e cobrança. Junto com a bancada, estarei indo ao Ministério Público Federal para apresentar as informações deste e do outros acidentes graves para que providências sejam tomadas e as pressões sobre o órgão fiscalizador da concessão, a ANTT, se intensifiquem”. Junto com o governador paulo Hartung, Lelo participará de encontro com o presidente Michel Temer esta semana em Brasília.

Nesta segunda-feira (11) o secretário de Segurança do ES, André Garcia, afirmou que a falta da duplicação na via tem colaborado para os frequentes acidentes. Segundo ele, as causas da tragédia de domingo (10) estão sendo investigadas, contudo o atraso das obras, imprudência de condutores e erro de caminhão de carga são inquestionáveis.

“Certamente há imprudência e também tem a questão da duplicação. Se estivesse duplicada não teria acontecido como aconteceu. O que temos que exigir é que a União não espere outro acidente dessa natureza. Se a concessionária não tem condição de assumir, que a União faça a obra”, pontuou.

Garcia, indicou que o caminhão que carregava chapas de granito, apontado como causador do acidente que matou 11 pessoas, possuía problemas nas amarrações da carga além de ser um veículo antigo. De acordo com as primeiras apurações das polícias, há suspeita de que o motorista da carreta carregada de granito tenha batido no micro-ônibus ao fazer uma ultrapassagem. O veículo que transportava o grupo de dança alemã teria ido para a contramão e colidido contra um caminhão carregado de cerveja.

Cometários

  1. Quando assisto logo pela manha o Jornal e vejo autoridades na maior cara de pau dizendo que o causador do acidente que matou 11 pessoas possuía problemas,entendo que além do pouco caso do Governo Paulo Hartung também que não se empenhou para solução deste fato junto a União.A questão não está só na imprudência,mas na falta de vontade política em resolver os problemas sociais do Estado.É preciso lembra a este Governador,amigo do Temer que o povo precisa de vida com dignidade e respeito.O Governador deveria honrar os votos dos capixabas que o elegeram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *