acidente mimosoO caminhão que provocou um trágico acidente que tirou a vida de 11 pessoas no último domingo (10), na BR 101 Sul, na altura de Mimoso do Sul, estava em alta velocidade. Foi o que apontou as primeiras análises da Polícia Civil, que investiga o caso. O caminhão está apreendido no pátio da PRF, na Safra, em Itapemirim, desde esta segunda-feira quando foi periciado pela Polícia Civil.

Após análises no tacógrafo – equipamento que afere o tempo de uso do veículo, a distância percorrida e a velocidade no momento do acidente – foi constatado que ele estava acima da velocidade permitida na hora do acidente, marcando 110 km/h. O trecho do km 450 da BR 101 só permite uma velocidade máxima de 80 km/h, portanto ele estava 40 % acima do permitido.

Ainda segundo a polícia, a carreta que trafegava com placas de granito tinha 24 multas em rodovias federais, entre junho de 2004 até o mês de julho deste ano. Apesar desta soma, o caminhão mudou de dono noa ano de 2015. Segundo a Polícia Rodoviária Federal foi uma multa por ultrapassar pela contramão; passageiros no compartimento de carga; transitar na contramão; estacionar na contramão; estacionar no acostamento; dirigir sem cinto de segurança; forçar passagem entre veículo e conduzir o veículo em descarga livre.

O secretário de Segurança, André Garcia, já havia afirmado que, preliminarmente, é apontado que nem o motorista e nem a carreta tinham permissão para transportar chapas de granito. Relembre

“Eco 101 deve ser afastada imediatamente”
Após a morte de 34 pessoas em menos de três meses na BR 101, o senador Ricardo Ferraço foi a plenário na tarde desta terça-feira (12) para pedir que o Governo Federal, por meio a ANTT (Agência Nacional de Transporte Terrestre), afaste a ECO 101. “Unilateralmente a empresa descumpriu o contrato e os termos de compromisso com o povo capixaba e brasileiro”, destacou o senador.

Além disso, o senador também convocou o diretor-presidente da ANTT, Jorge Luiz Macedo Bastos, para prestar esclarecimentos na Comissão de Infraestrutura do Senado sobre as medidas a serem tomadas pela agência em relação ao descumprimento contratual pela empresa ECO 101. “São pessoas inocentes que estão tendo suas vidas ceifadas por incompetência e falta de compromisso com os capixabas”, lamentou Ricardo.

Vítimas internadas e corpos liberados
Os jovens Anderson Mercher Ewald, de 26 anos, e Lorena Jahring Dias, de 20 anos, continuam internados na Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Estado. Eles estavam no micro-ônibus que se envolveu no acidente. Ele está com 30 a 40% do corpo com queimaduras, passou por cirurgia ortopédica e no momento o quadro é estável. Já Lorena passou por cirurgia ortopédica e permanece internada para recuperação.

Um total de 11 pessoas morreram, três corpos já foram liberados: o professor Aloísio Endlich foi enterrado nesta terça (12) em Domingos Martins. Karini Santa Wetter e Nandeiara Martins Kilper tiveram seus corpos velados na cidade, mas as duas serão enterrada em Minas Gerais, para onde já foram levadas. Os demais oito corpos passarão por exame de DNA cujos resultados devem ficar prontos em 30 dias. Em alguns casos, as famílias levaram raio-x das arcadas dentárias, o que pode agilizar o reconhecimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *