teste_da_linguinhaUm teste muito importante para os recém-nascidos já é rotina no município da Serra. Com o teste da linguinha, a língua presa pode ser detectada logo após o nascimento. A Maternidade de Carapina é uma das únicas unidades públicas do Estado a aplicar o teste rotineiramente.

A ação faz parte de um projeto para detecção precoce de anomalias do chamado freio labial, que podem levar a dificuldades na amamentação e no aprendizado da fala. A recomendação é que o teste seja feito o mais cedo possível, de preferência ainda no primeiro mês de vida. O procedimento é rápido e não causa dor. Além disso, é realizado por especialista.

“Logo ao nascer, a primeira dificuldade para o bebê é o aleitamento materno, a língua presa interfere também no desenvolvimento da mastigação quando da introdução dos alimentos, assim como no desenvolvimento da fala, no aprendizado das palavras”, explicou a especialista em Saúde Pública e odontopediatra da Maternidade de Carapina, Kátia Regina de Castro Santos Silva.

Diagnóstico precoce
A descoberta precoce pode evitar dificuldades na amamentação como perda de peso, desmame precoce e introdução desnecessária da mamadeira.Se o problema for identificado no teste, o bebê é encaminhado a uma unidade de saúde da Serra para acompanhamento ou para especialistas da área. A ideia da Secretaria de Saúde é que, em breve, o projeto possa oferecer a cirurgia de freio labial no ambulatório de retorno do recém-nascido da Maternidade de Carapina.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *