WhatsApp Image 2018-02-04 at 06.04.56A última escola a atravessar o Sambão do Povo, na madrugada deste domingo (4), foi a Unidos de Jucutuquara. A agremiação de Vitória apresentou o enredo “Ambrósio”, um monarca africano que veio para o Brasil e construiu um quilombo no Estado de Minas Gerais. A escola apostou então num enredo africano.

Formada por 17 alas, a Jucutuquara trouxe quatro carros alegóricos, um tripé e 1.800 componentes. A escola desfilou debaixo de chuva e frente a um sambão praticamente vazio, o que não desanimou os integrantes da escola, que entoavam a letra “bate no tambor eu sou Jucutuquara, na força da raça, a luz que emana. Ambrósio guerreiro é imortal, incorporo sua alma africana”. A escola fechou o desfile com uma hora e vinte e sete segundos.

O enredo vai de encontro aos 130 de abolição da escravatura.

“AMBRÓSIO O IMORTAL”
Compositores: Roberth Melodia, Fernando Brito, Rafael Mikaiá,
Ricardo Bernardes, Sandro Alan, Thiago Meiners e Victor Alves

Nas asas da coruja viajei
Pra reviver todas memórias de um Griô Ancestralidade em um Baobá
Do ventre do mundo a força virá
Nos confins de Vila Rica
Histórias que marcaram esse chão
Da terra brota o tesouro, início do ciclo do ouro
O berço da escravidão
Mas com bravura vai lutar
No quilombo de Ambrósio
A opressão sucumbirá

Coragem… Valentia e resistência
Renasce… Guardião da negra essência
Ê Malungo, Ê… Salve o rei de paz
Vozes da África saúdam orixás

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *