senadoresO Senado aprovou na última quarta-feira (7) projetos de lei que concedem aumento aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e ao procurador-geral da República. A aprovação contou com 41 votos favoráveis, 16 contrários e uma abstenção.

Cada um dos três senadores que representam o Espírito Santo se posicionou de uma forma: enquanto Rose de Freitas (PODE) votou a favor do aumento, o senador tucano Ricardo Ferraço foi contrário ao reajuste e Magno Malta (PR) não participou da votação.

O reajuste altera o subsídio dos 11 integrantes do STF e da atual chefe do Ministério Público Federal, Raquel Dodge, de R$ 33,7 mil para R$ 39 mil e provoca um efeito cascata sobre os funcionários do Judiciário, abrindo caminho também para um possível aumento dos vencimentos dos parlamentares e do presidente da República.

Com informações da Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *