fórumNas audiências de instrução nos processos criminais relativos à Operação Protocolo Fantasma, do Ministério Público Estadual, foram ouvidas 11 testemunhas a respeito do movimento de paralisação da Polícia Militar do Espírito Santo ocorrido em fevereiro de 2017, que impediu o policiamento regular no Estado.

O esperado era que 14 testemunhas fossem ouvidas na tarde desta segunda-feira (14), a partir das 13 horas, porém três não compareceram ao fórum criminal de Vitória. Renata Josielle Santana, Márcio Belloti Pacheco e David Lucas Lopes dos Santos eram todas testemunhas de defesa da ré Laís Soares Fernandes.

Todas as testemunhas desta segunda-feira são ligadas ao 2° Núcleo denunciado pelo ministério público. O Núcleo dos Familiares.

Foram ouvidos cabos e soldados da Policia Militar de diversos batalhões do estado, alguns deles de Conceição da Barra e Serra.

Dentre os assuntos arrolados pelos advogados de defesa dos réus, um dos principais focos foram: uma palestra feita pelo ex-secretário de direitos humanos Júlio Pompeu na Órdem dos Advogados Brasileiros (OAB) do Rio de Janeiro, a respeito da paralisação de fevereiro de 2017; e a suposta abertura de um buraco na parede do Pavilhão de Carapina para a retirada de viaturas do 6° Batalhão da Polícia Militar na Serra.

O advogado que defende as rés Ângela Souza Santos, Bianca da Cruz e Silva,Bruna Santos Brioschi, Gilmara Silveira Rodrigues, Raquel Fernandes Soares Nunes e Tamires Severina da Silva, afirma ter ficado satisfeito com a audiência de hoje “A defesa está bastante contente com os depoimentos, inclusive com as testemunhas de acusação. Elas não foram capazes de comprovar a tese do ministério público”, afirma o advogado.

Próximos depoimentos

dom_luiz-106430Segundo a juíza Gisele Souza de Oliveira, uma das testemunhas esperadas para a próxima terça-feira (15), é o Arcebispo de Vitória Dom Luiz Mancilha Vilela. Ele deve depor pela manhã no fórum criminal de Vitória.

Durante a tarde, serão ouvidas as 14 mulheres rés do Núcleo dos Familiares denunciados pelo ministério público. São elas: Ângela Souza Santos; Bianca da Cruz e Silva, Bruna Santos Brioschi; Claudia Gonçalves Bispo; Clayde Berger de Oliveira; Debora Caroline Will, Flavia Roberta Arvellos Aguiar Pontes. Gilmara Silveira Rodrigues Vazzoler; Izabella Renata Andrade da Costa; Jocilene Moreira Andrade, Laís Soares Fernandes; Larissa Assunção da Silva; Raquel Fernandes Soares Nunes e Tamires Severina da Silva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *