Vereadores, secretário de Vitória, secretária do Governo do Estado, lideranças comunitárias e o prefeito de Vitória Luciano Rezende, participaram na tarde desta quarta-feira (19), de uma reunião para o lançamento da primeira etapa do projeto Bairro Iluminado. Que tem como objetivo a mudança das antigas lâmpadas amarelas por lampadas de LED ou de vapor metálico e assim ajudar na segurança e ainda gerar economia a Capital do Espírito Santo.

“Um dos critérios avaliados para a instalação das novas iluminações é perincipalmente a segurança. Nessa fase os bairros mais altos da cidade serão os primeiros a terem as lampadas substituídas. Nós já fizemos isto nas principais vias e praças da cidade, como a Serafim Deranzi e praças dos namorados. O que queremos com isso é que os bairros sejam ocupados pela população, que eles se sintam seguros para sair de suas casas e a nova iluminação vai ajudar”, ressaltou o prefeito.

A primeira etapa do projeto vai contemplar os bairros da Grande São Pedro: Resistência, Nova Palestina, Redenção, Santo André, São José, São Pedro, Santos Reis e Ilha das Caieiras que será o primeiro bairro a receber as novas lâmpadas, que começariam a serem implantadas nesta quarta-feira (19), caso a chuva não continuasse.

“Serão 1.800 lâmpadas colocadas no bairro. Esperamos concluir essa primeira fase ou seja trocar todas as luminárias da Grande São Pedro em dois meses. Em toda a cidade queremos estar com 100% das lâmpadas trocadas em até dois anos”, afirmou o secretário Municipal de Gestão, Planejamento e Comunicação, Fabrício Gandini.

As lâmpadas antigas são as de vapor de sódio, aquelas amarelas, elas serão trocadas pelas lâmpadas de vapor metálico e de LED. Essas lâmpadas tem a coloração branca, e serão colocada de acordo com o local. “A lampada de LED, tem o foco mais local, e a de vapor metálico consegue abranger uma área maior. Por isso, dependendo do local onde elas serão colocadas, vamos escolher qual será implantada. Um exemplo, é se a distancia entre um poste e outro for muito, vamos optar pela de vapor metálico por exemplo”, esclareceu o secretário de Secretário Municipal de Gestão, Planejamento e Comunicação, Fabrício
Gandini.

A construção do plano de iluminação foi desenvolvido pelo secretário de Transportes, Trânsito e Infraestrutura Urbana de Vitória (Setran), Oberacy Emmerich. “Nós sabemos que a penumbra é uma das condicionantes para a violência, é um campo fértil para que maus elementos ajam nesses bairros. A cidade iluminada vai dificultar a ação de delinquentes”, destacou o Emmerich.

Para os moradores da Ilha das Caieiras primeiro bairro a receber a nova iluminação, essa será uma oportunidade de gerar novos empregos e renda. “Nós vamos poder pensar em uma forma de conseguir abrir os bares e restaurantes do bairro a noite. Hoje eles começam a fechar as três horas da tarde. A violência contra a pessoa é o que mais atinge nosso bairro, o trafico de drogas, por exemplo, mas aqui não temos roubos a patrimônio. Esperamos que as lâmpadas tragam mais segurança e assim como acontece de dia, nosso bairro seja frequentado por pessoas de outras localidades também a noite”, observou Falcão da Ilha, um dos líderes comunitários do bairro.

Dos 32 mil pontos de luz espalhadas pela capital, cerca de 30% já foram trocados pelas lampadas de LED e vapor metálico. Essas novas luminárias chegam a gerar aproximadamente 60% de economia.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *