Parte da droga está acondicionada em latas de chocolate vindas, que supostamente vinham da Holanda. Fotos: divulgação/polícia civil
Parte da droga está acondicionada em latas de chocolate vindas, que supostamente vinham da Holanda. Fotos: divulgação/polícia civil
Renan Ucceli
Renan Ucceli dos Santos disse a polícia que apenas guardava a droga

Um motorista de aplicativo foi preso por suspeita de comercializar e armazenar drogas sintéticas em uma sala comercial, no bairro Bento Ferreira, em Vitória. Segundo o Departamento Especializado de Narcóticos (Denarc), Renan Ucceli dos Santos, de 22 anos, guardava parte dos entorpecentes, entre eles ecstasy, em latas de chocolate vindas da Holanda. No entanto, à suspeitas de que ele fabricava a embalagem.

O titular da Denarc, Diego Bermond, informou que a prisão aconteceu na última segunda-feira (21). No imóvel, que era usado como centro de distribuição de drogas, os policiais encontraram cerca de 1.500 comprimidos de ecstasy, que podem ser fracionados em três pedaços por R$ 50. O material seria comercializado em festas no município de Guarapari.

“Uma denúncia anônima informava que uma sala comercial em Bento Ferreira possuía entorpecentes. Após isso, iniciou-se uma investigação, junto sobre o Renan. Dentro do imóvel, havia 1500 comprimidos de ecstasy 1,5 kg maconha e 160g de cocaina, vasto material para embalo de entorpecentes”.

O chefe da polícia civil no Estado, José Darcy Arruda, acredita que a apreensão é um forte golpe no comércio de drogas sintéticas do Espírito Santo. “O que percebemos é que cada mais eles estão se aperfeiçoando e criando formas de tentar esconder a droga não só da polícia, mas também da alfândega. Possivelmente essa droga veio de fora, porque estava acondicionada em latas lacradas de chocolates e balas vindas da Europa”.

Denarc2
Material apreendido no local

Para a polícia, Renan Ucceli dos Santos disse que apenas guardava a droga, mas as investigações comprovam que ele também fazia a venda. O suspeito não revelou para quem estava armazenando os entorpecentes. Ele foi autuado por associação ao tráfico, tráfico de drogas e também pode responder por tráfico internacional.

Na noite de desta sexta-feira (25), será feita uma operação da Denarc, Polícia Militar, Detran, Polícia Rodoviária Federal, de combate a esse tipo de entorpecentes em Guarapari.

Com informações de Heberton Silva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *