A Prefeitura de São Paulo irá se reunir nesta quarta-feira, 21, com motoristas de aplicativos e taxistas para propor ações que diminuam o trânsito na capital após o viaduto da Marginal do Pinheiros ceder e interditar a via expressa.

Segundo o secretário municipal de Mobilidade e Transportes, João Octaviano Neto, o objetivo do encontro é criar alternativa para retirar o maior número de veículos da rua.

“Nós vamos conversar e ver o que eles (motoristas) podem nos ajudar em função da especificidade do trabalho que eles prestam. Trazer uma alternativa de viagem para que o cidadão possa deixar o carro em casa e não saturar mais o sistema”, explica Neto.

Segundo o secretário, durante a reunião será negociado com os motoristas um desconto nas corridas. “Nós vamos ouvir as demandas deles em relação a esses pontos de concentração no eixo paralelo a Marginal Pinheiros e todas as medidas operacionais que forem possíveis vamos tentar implantar o mais rápido para tirar o maior número de veículos da rua”, disse Neto.

Além disso, o secretário informou que será negociado a criação de bolsões em pontos privilegiados da Marginal Pinheiros para taxistas esperarem o chamado.

Nesta segunda-feira, 19, a Prefeitura liberou dois trechos, que somam 10 quilômetros, da pista expressa da Marginal do Pinheiros. Vinte quilômetros da via haviam sido interditados após um viaduto ceder.

Os trechos liberados da Marginal são entre as pontes Estaiada e a Eusébio Matoso e entre as pontes João Dias e a Estaiada – a liberação não é contínua. A suspensão do rodízio de veículos vale entre a Avenida Bandeirantes, na zona sul, e a Ponte dos Remédios, na região oeste.

Ana Paula Niederauer
Estadao Conteudo
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *