cesta-basica No mês de agosto, o valor da cesta de alimentos consumidos pela classe média capixaba sofreu queda média de 2,78%, influenciada pelo recuo expressivo nos preços do tomate comum, batata inglesa e feijão. É a quinta queda mensal consecutiva registrada no índice, em abril o recuo foi de -0,38%, em maio foi de -1,39%, em junho a queda foi de -2,36% e em julho recuo de -2,12%. Nos primeiros oitos meses de 2017 o recuo médio registrada no indicador foi de -8,30% e no acumulado de 12 meses ampliou-se para   -10,38%.

A boa safra de grãos (cereais, leguminosas e oleaginosas) prevista para o ano e o aumento da oferta de frutas em função do clima ameno nas regiões produtoras são as principais causas do recuo de preços. O gráfico 1 mostra a evolução histórica da cotação da cesta básica da classe média nos últimos 12 meses.

O custo médio da cesta em Vitória em agosto foi de R$ 1.492,27 , representando uma economia para o consumidor capixaba de R$ 172,85 em relação à cesta pesquisada no mês de agosto de 2016 que teve registro de R$ 1.665,12 no custo.

COMPORTAMENTO DOS PREÇOS NO MÊS

No mês de agosto, 17 produtos da cesta tiveram recuo de preços, oito itens tiveram majoração nos preços e dois produtos permaneceram com preços estáveis.

As principais quedas de preços observadas no mês de agosto foram na batata inglesa (-12,3%), no tomate comum (-25,3%), no feijão preto tipo I (-6,6%), no leite integral em caixa (-8,2%) e no mamão papaia (-10,8%).

As principais altas de preços observadas no mês de agosto foram na banana prata (11,6%), no maracujá azedo (49,2%), na laranja pera (4,3%), no suco de frutas em caixa (11,4%) e na cebola branca (3,3%).

Conforme estudo elaborado pelo Núcleo de Pesquisas e Extensão da Empresa Júnior do curso de administração da Faculdade Doctum de Vitória, se o consumidor pesquisasse os menores preços no mês de agosto entre as redes de supermercados selecionadas para a pesquisa compraria uma cesta de alimentos por apenas R$ 1.193,97, assim, ele economizaria R$ 298,30 no mês, ou seja, em torno de 20% em relação ao preço médio apurado para a cesta de alimentos. Em 12 meses, a economia estimada ficaria em torno de R$ 3.580,00.

COMPORTAMENTO DOS PREÇOS NO ACUMULADO DO ANO DE 2017

Nos últimos oito meses, 19 produtos da cesta tiveram recuo de preços e nove itens tiveram majoração nos preços e dois produtos permaneceram com preços estáveis.

As maiores quedas de preços no acumulado do ano de 2017 foram as seguintes:

  • Carne de boi – alcatra (-14,0%): Em dez/16 o quilo do produto era vendido por R$ 32,96 e em ago/17 saiu por R$ 28,34;
  • Feijão preto tipo I (-27,6%): Em dez/16 o quilo do produto era vendido por R$ 7,47 e em ago/17 saiu por R$ 5,41;
  • Arroz tipo I (-18,7%): Em dez/16 o quilo do produto era vendido por R$ 13,96 e em ago/17 saiu por R$ 11,35;
  • Batata inglesa (-31,3%): Em dez/16 o quilo do produto era vendido por R$ 3,05 e em ago/17 saiu por R$ 2,10;
  • Banana prata (-22,9%): Em dez/16 o quilo do produto era vendido por R$ 4,46 e em ago/17 saiu por R$ 3,44;
  • Laranja pera (-19,1%): Em dez/16 o quilo do produto era vendido por R$ 2,88 e em ago/17 saiu por R$ 2,33;
  • Óleo de soja (-18,4%): Em dez/16 o litro do produto era vendido por R$ 3,82 e em ago/17 saiu por R$ 3,12.

As maiores altas de preços no acumulado do ano de 2017 foram as seguintes:

  • Pó de café comum (7,4%): Em dez/16 o pacote de 250g do produto era vendido por R$ 4,02 e em ago/17 saiu por R$ 4,32;
  • Cebola branca (13,4%): Em dez/16 o quilo do produto era vendido por R$ 2,50 e em ago/17 saiu por R$ 2,84;
  • Ovo branco de galinha (10,1%): Em dez/16 a embalagem de uma dúzia do produto era vendida por R$ 4,92 e em ago/17 saiu por R$ 5,42;
  • Suco de frutas em caixa (14,7%): Em dez/16 o litro do produto era vendido por R$ 5,84 e em ago/17 saiu por R$ 6,70.

COMPORTAMENTO DOS PREÇOS NOS ÚLTIMOS 12 MESES

Nos últimos doze meses, 19 produtos da cesta tiveram recuo de preços, 10 itens tiveram majoração nos preços e um produto permaneceu com preço estável.

A pesquisa de campo foi realizada através de uma amostra composta de 20 lojas de importantes redes de supermercados da Região Metropolitana da Grande Vitória (Supermercados EPA, Extrabom, Extraplus, Carone, OK super atacado, Schowambach, São José, Perim e Wal Mart).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *