aeroporto_vit__ria_infraero-98698

O prazo de concessão para exploração comercial do novo aeroporto de Vitória será ampliado de dois para cinco anos. Além disso, o terminal deverá contar com a implantação de rede hoteleira, centro de convenções e um hospital de nove andares.

A informação foi confirmada em reunião, na noite desta quarta-feira (7), entre a senadora Rose de Freitas (MDB-ES), o ministro dos Transportes, Maurício Quintella, e o diretor Comercial da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), Marx Martins Marsicano Rodrigues, e outras autoridades.

As tratativas para a instalação de hotel, do centro de convenções e hospital estão em andamento e são conduzidas pela Infraero. Quintella afirmou que a inauguração do aeroporto será na última semana de março. “O aeroporto está pronto para ser inaugurado no final de março, vamos só definir o dia, com toda a operação já preparada tanto do ponto de vista operacional quanto do ponto de vista comercial”, destacou.

O ministro explicou os modelos de lojas e serviços essenciais que estarão em funcionamento. “O estacionamento, a hamburgueria, os restaurantes, o açaí, a loja de artesanato, a informação turística, a locadora de veículos e, com o tempo, as demais atividades também serão destinadas à exploração comercial”, pontuou.

*Barra do Riacho –* O ministro dos Transportes também garantiu que os estudos para concessão do Porto de Barra do Riacho, em Aracruz, estão perto de serem concluídos. O terminal deverá receber mais de R$ 3 bilhões em investimentos, articulados pela senadora Rose, e será o primeiro modelo de concessão portuária no Brasil.

“Garantimos à senadora e a toda a população do Espírito Santo que todo o cronograma para a concessão do Porto de Barra do Riacho será cumprido. Nós já estamos finalizando os estudos, depois vamos à audiência pública para enviar as contribuições que vierem ao Tribunal de Contas da União (TCU). Se tudo der certo, até o final do ano vamos implementar a concessão, que viabilizará grandes investimentos no setor portuário do Espírito Santo”, detalhou Quintella.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *