alessandro pc mortoNa manhã desta segunda-feira (29) o secretário de Segurança Pública, Nylton Rodrigues, esteve na Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) acompanhando as investigações da morte do policial civil Alessandro Gomes Ferrari, ocorrida no último domingo no bairro Morada de Santa Fé, em Cariacica.

O investigador estava no bairro para buscar uma criança, que participaria do aniversário de sua filha, quando foi abordado dentro do carro na esquina das ruas Moxuara e Polivalente. Alessandro estava com sua mulher. A família carregava ainda um bolo, que seria utilizado na comemoração do aniversário da filha.

Segundo testemunhas, quatro suspeitos desceram por uma rua em um carro de cor escura e abordaram a vítima. O policial desceu do veículo e foi baleado no tórax com a arma que já estava com os criminosos, eles ainda efetuaram um segundo disparo com o revólver do próprio investigador que estava em sua cintura. Os suspeitos fugiram levando a arma do policial. Alessandro chegou a ser levado para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

De acordo com o secretário as investigações estão avançadas e a principal hipótese trabalhada é a de latrocínio, assalto seguido de morte, porém eles ainda não podem divulgar mais detalhes para não atrapalhar a apuração dos fatos. Alessandro é o quinto policial morto no estado esse ano.

Nota de pesar da PM

“A Polícia Militar do Espírito Santo, representada pelo seu comandante-geral, coronel Alexandre Ofranti Ramalho, se solidariza com os familiares e todos os profissionais da Polícia Civil em virtude da morte do investigador Alessandro Gomes Ferrari. A Instituição informa também que envidará todos os esforços de ordem para auxiliar na elucidação deste hediondo crime contra um profissional de segurança pública”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *