dsc-0843-1
Multas serão aplicadas a partir das imagens da central de videomonitoramento de Vila Velha. Foto: Prefeitura de VV/Divulgação

A Prefeitura de Vila Velha vai começar a aplicar multas de trânsito a partir das imagens de 32 câmeras de videomonitoramento do município. A previsão é que a medida entre em vigor no mês de março.

Serão fiscalizados cinco pontos: Av. Carlos Lindenberg (Glória); Av. Champagnat com Hugo Musso (centro); Av. Jerônimo Monteiro (curva em frente à fábrica de chocolates Garoto); e cruzamento da Av. Antônio Ataíde com a Francelina Setubal.

O secretário de Prevenção, Combate à Violência e Trânsito, Oberacy Emmerich Júnior, explicou que inicialmente  a Guarda Municipal está fazendo uma campanha educativa nesses trechos, considerados perigosos, e que registram uma quantidade maior de acidentes. Vila Velha registrou 226 acidentes com vítimas em 2017. Nove pessoas vieram a óbito, entre elas uma senhora atropelada por um motorista que avançou o sinal vermelho.

“Para nós já é muito, em função do comportamento ruim de um motorista. Vamos tentar utilizar recursos disponíveis para multiplicar a tecnologia e tentar diminuir os acidentes. A Resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) estabelece critérios para fiscalizar por vídeo. O primeiro diz respeito a normas de comportamento e conduta no transito. Isso tem provocado vitimas”.

O secretário disse que o objetivo da medida é tentar fazer com as pessoas tenham receio e vejam que estão sendo fiscalizadas por diversas condutas indevidas: ultrapassar o sinal, manobra irregular, falta de capacete e cinto de segurança, pega, uso de celular ao volante, não respeitar ciclistas e pedestres, entre outros. “No Brasil morrem, por ano, 40 mil pessoas vítimas de acidente de trânsito. É um número de guerra. Temos que fazer alguma coisa, entre elas usar as novas tecnologias disponíveis. Não é possível ter agentes de trânsito 24 horas em cada esquina”.

Na prática, um agente de trânsito vai fiscalizar os cinco trechos pelas câmeras. O secretário explicou que a multa precisa ser feita no auto. Não será permitido, por exemplo, olhar as câmeras, recuperar e notificar infrações do dia anterior. “Tem que flagrar no ato e fazer o auto de infração. O agente precisa constar no campo de observação que a multa está sendo feita por vídeo. Isso é obrigatório para a pessoa recorrer e ai sim pedir para ver as imagens e se defender”.

Todos os trechos estarão sinalizados por placas com o dizer: Essa via está fiscalizada por câmeras de vídeo. A multa vai chegar à casa do motorista pelo correio, como já acontece. “O objetivo é salvar vidas, conforme diz a campanha de trânsito. O comportamento das pessoas esta matando”, finalizou o secretário.

Cometários

  1. Oi boa noite,
    Enviei meu currículo pra o email da Garoto pois ja morei aqui anos atrás e retornei estou morando na Serra mais vou morar agora ai proximo em Santa Ines , sempre trabalhei na área de saúde e agora estou de volta e me formei em outra area tambem de saúde so que meu sonho sempre foi trabalhar ai e tenho muito disposição e competência pra me colocar em qualquer área eu sou competente, mais preciso trabalhar e oculpo qualquer área que esteja precisando produção, estoque etc… Fico muito grata se for atendida .
    Enviei o meu currículo pra o email da Garoto se voces tiver o email do RH ficarei muito grata .

    Ass.
    MARCIA JOANE SILVE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *