boca_shutterstock-129637Estima-se que 30 mil pessoas sofram traumas na face todos os anos no Brasil. As causas são variadas e vão desde agressões físicas até quedas e acidentes esportivos ou automobilísticos. Segundo a cirurgiã bucomaxilofacial Thaiz Arrabal, o período de férias escolares acaba exigindo maior atenção, tanto pelas brincadeiras e aumento nas viagens de carro quanto pela maior incidência na prática de esportes radicais e de impacto.

“O mais importante é prevenir a lesão. Existem itens de segurança próprios para cada situação e eles devem ser utilizados corretamente. Infelizmente isso não acontece na maioria dos casos, e grande parte das lesões atinge a região do rosto”, comentou.

Nesses casos, a principal recomendação é fazer uma radiografia logo após o acidente. “O tratamento depende muito da intensidade e do local da lesão, mas é importante buscar um especialista o mais breve possível para evitar sequelas, como assimetria facial, alteração da acuidade visual e encaixe errado dos dentes, entre outras”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *