As bolsas europeias fecharam na sua maioria em território positivo, nesta quarta-feira, 6, apesar da cautela com o quadro político na Itália em parte do dia. Houve volatilidade durante o pregão, mas as praças em geral subiram, de olho também nos desdobramentos do comércio global.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou estável, em 386,88 pontos.

Entre as notícias do dia, o economista-chefe do Banco Central Europeu (BCE), Peter Praet, sinalizou mais confiança na trajetória da inflação. Isso levou mais investidores a apostar que pode haver um aperto monetário mais adiante na região, o que apoiou o euro. A moeda comum mais forte tende a pressionar ações de empresas exportadoras no continente.

Além disso, houve certa cautela com a política da Itália. O primeiro-ministro Giuseppe Conte afirmou que seu governo pretende tentar mudar regras da zona do euro, o que foi visto como uma ameaça à disciplina fiscal. A Bolsa de Milão chegou a cair durante o pregão, mas recuperou-se mais para o fim da jornada.

No quadro comercial, a Comissão Europeia aprovou a decisão de impor tarifas adicionais a uma lista de produtos dos EUA apresentada à Organização Mundial de Comércio (OMC).

Na Bolsa de Londres, o índice FTSE-100 fechou em alta de 0,33%, em 7.712,37 pontos. As mineradoras se destacaram, como Antofagasta (+3,1%), Anglo American (+3,0%) e Glencore (+2,7%), em dia positivo para o cobre.

Em Frankfurt, o índice DAX teve ganho de 0,34%, a 12.830,07 pontos. Entre os papéis mais negociados, Deutsche Bank subiu 1,46% e Commerzbank avançou 4,51%, mas Steinhoff recuou 3,09% e E.ON teve baixa de 0,95%.

Na Bolsa de Paris, o índice CAC-40 foi na contramão dos demais e caiu 0,06%, a 5.457,56 pontos. O papel da Total subiu 0,80%, mas Société Générale caiu 0,23% e Engie perdeu 0,66%.

Em Milão, o FTSE-MIB subiu 0,26%, a 21.807,59 pontos. Banca Carige avançou 1,28% e Telecom Italia teve alta de 0,67%, porém Intesa Sanpaolo cedeu 0,52% e Enel, 0,23%.

O índice IBEX-35, da Bolsa de Madri, subiu 1,09%, a 9.791,60 pontos. Santander subiu 1,79% e Banco de Sabadell teve alta de 1,53%, no setor bancário espanhol. Iberdrola avançou 0,54%.

Em Lisboa, o índice PSI-20 fechou em alta de 0,52%, a 5.613,46 pontos. (Com informações da Dow Jones Newswires)

Gabriel Bueno da Costa
Estadao Conteudo
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *